22.03.2018  /  16:41

Glamurama entrega o que vestir no Lollapalooza de acordo com sua atração favorita. Ao guia!

Lollapalooza de 2017 em São Paulo || Créditos: Reprodução Facebook

Hipsters, Gypsys, roqueiros, mauricinhos e todas as turmas se reúnem neste fim de semana em mais uma edição paulistana do Lollapalooza, festival criado nos anos 1990 pela banda Jane’s Addiction. “Lolla” para os íntimos, diferente de outros grandes festivais como Woodstock, Burning Man e Coachella, é um evento itinerante, que ganha com frequência edições em cidades pelo mundo como Buenos Aires, Berlim e Paris.

Não há uma disputa aparente sobre qual edição é melhor, mas se houvesse, a briga bem que poderia ser pela plateia mais fashion. Levando em conta o approach moderno que os habitués fazem questão de mostrar nos looks para os shows, seria uma batalha e tanto. O que vestir nas apresentações que se dividem em três dias – sexta-feira, sábado e domingo – é o desafio da semana, já que ir a um festival de música é um acontecimento e dos melhores do ano.

Tatuagens e piercings são super bem-vindos, claro, assim como outros clichês como cristais para o rosto, cabelos coloridos, t-shirts engajadas, combat boots e tudo o mais que se pense em um rápido brainstorm sobre eventos do tipo. Para dar um carácter menos previsível ao visú, que tal levar em conta o mood de sua atração favorita?

Em um exercício de bancar o groupie de forma autoral, sem faixas ou camisetas da própria banda, Glamurama reúne abaixo mood boards do estilo das bandas LCD Soundsystem e Red Hot Chili Peppers, Pearl Jam e de Lana Del Rey que são puro oxigênio na decisão do look.

LCD SOUNDSYSTEM

Da esquerda à direita: Sara Sampaio, James Murphy (líder da banda), Rihanna, Chiara Ferragni e Shay Mitchell || Créditos: Reprodução

Banda de rock liderada por James Murphy e formada em 2002 no Brooklyn, em Nova York, o LCD SoundSystem traz ao palco do festival show da turnê “American Dream”, álbum lançado em 2017 dominado por um apressado eletro-funk. Seu som, dançante e experimental, propõe uma viagem nas mentes da plateia. Junto ao efeito hipnose, referências na era David Bowie e no mood oitentista dos Talking Heads. Nesse contexto imaginativo, não dá pra pecar por excesso no visual.

Aposte: looks mais sóbrios trabalhados com transparência, peças com rasgos desordenados e óculos escuros. Alfaiataria com pegada rocker e brilhos com uma pegada disco são bem-vindos.
Para arrasar: blazer boyfriend, short jeans rasgado, t-shirt básica e botinha cravejada de cristais no melhor estilo disco.
Evite: bancar o hippie com tons muito vivos, estampas florais ou psicodélicas. Deixe este mood para o show de Lana Del Rey.
Quando: sexta-feira às 19h35 no palco Onix.

RED HOT CHILI PEPPERS

Da esquerda à direita: Anthony Kiedis, t-shirt da Miu Miu e jaqueta jeans e mochila Chanel com intervenção artística de Olivia Lambiasi || Créditos: Divulgação/Reprodução

O estilo dos ‘meninos’ do Red Hot Chili Peppers é um reflexo da miscelânea musical trabalhada em seu som, adorado pelo público jovem. O encontro do funk americano dos anos 1960 introduzido por James Brown com o rock’n’roll e outras cositas más inspira Anthony Kiedis, líder da banda fundada na Califórnia, a usar looks com pegada artsy que dialogam com sua atitude performática e com os cenários de palco.

Apostar: peças com apelo artístico como as feitas por Olivia Lambiasi, camisetas descoladas como da Miu Miu da linha Miu Miu Women’s Tales, camisa xadrez e peças jeans.
Evitar: chapéus de feltro estilo folk, já que pular neste show será elementar e segurar o acessório não fica bacana.
Quando: sexta-feira às 21h10 no palco Budweiser.

PEARL  JAM

Da esquerda à direita: o líder da banda, Eddie Vedder, e looks referência para curtir o show || Créditos: Reprodução

Para curtir uma fossa suave com as batidas romanceadas do rock alternativo do Pearl Jam vale buscar referências na história da banda, que durante bons anos ganhou fama pela recusa em aderir às tradicionais práticas da indústria musical. Sendo assim, tudo o que foge do mainstream é bem-vindo.

Aposte: peças de origem inusitada como brechós ou estilistas alternativos.
Evite: Irritá-los com apologias ao próprio sucesso da banda usando camisetas com trechos de suas músicas.
Quando: Sábado às 21h no palco Budweiser.

LANA DEL REY 

Da esquerda à direita, foto de Lana Del Rey e referências de estilo boho || Créditos: Reprodução Instagram

Domingo, dia que tem como atração principal Lana Del Rey, é “o” dia para os gypsys e hippies se jogarem. Lana não nega referências de Jannis Joplin e ganhou fama por seu estilo que remete aos anos 1950 e 60.

Apostar: peças vintage, franjas mil, rendas, motivos florais e crochês adaptados a 2018. Para isso, atenção aos comprimentos e proporções. Croppeds e minis são bem-vindos.
Evitar: usar todos os elementos acima ao mesmo tempo.
Quando: Domingo às 19h25 no palco Onix.