15.02.2015  /  22:19

Glamurama desce na pipoca para saudar uma turma que rala por amor

Os cordeiros segurando as cordas do trio elétrico || Crédito: Paulo Freitas
Os cordeiros segurando as cordas do trio elétrico || Crédito: Paulo Freitas

Glamurama, que ama a farra baiana, resolveu dar voz a uma turma que dá literalmente o sangue pelo Carnaval de Salvador: os cordeiros, aquelas pessoas que seguram a corda que separa os foliões de abadá dos da pipoca – isto é, aqueles que não pagam para assistir ao trio. A gente descobriu que o que move essa turma é mesmo a paixão pelo Carnaval, já que o valor que eles ganham é simbólico: varia de R$ 46 a R$ 60 por trio – em um trajeto que dura no mínimo 5 horas, mas normalmente muito mais do que isso. Fica aqui o registro e a sugestão para os donos de trio olharem com mais carinho para essa turma.