28.11.2017  /  12:00

Glamurama analisou o que está por trás do estilo e postura dos mais jovens – e promissores – líderes políticos do mundo

Emmanuel Macron, Sebastian Kurz e Justin Trudeau || Créditos: Reprodução Instagram

Em meio a uma forte crise política mundial, em que líderes tem seus poderes e partidos enfraquecidos, eis um trio que vem se destacando… para o bem. Mais jovens, antenados e elogiados que seus colegas e antecessores, se aproximam da nova geração global com ideais, linguajar e até um visual mais contemporâneo. Jogada de marketing, estratégia de branding? Seja lá como for, Emmanuel Macron, 39, presidente da França, Sebastian Kurz, 31, chanceler federal da Áustria, e Justin Trudeau, 43, primeiro ministro do Canadá, estão na mira de todos que torcem para que eles sejam um prenúncio de novos – e melhores – tempos.

Mas deixemos a política de lado por hora. Em termos de apresentação, os três apostam em códigos da moda para criar suas “marcas pessoais” e identificação com o público. Deixam obviedades de lado e investem em uma postura autêntica, cada um à sua maneira. Modernos que são, entenderam que para se comunicar com a nova geração, extremamente conectada, é preciso pensar nos mínimos detalhes. Uma das peças do quebra-cabeça – ou seria quebra de braço – que é convencer eleitores de que são, de fato, diferentes de seus antecessores.

Abaixo, Glamurama faz análise fashion de cada um deles.

Justin Trudeau, 45 anos, primeiro-ministro do Canadá desde novembro de 2015 

Justin Trudeau com suas meias divertidas || Créditos: Reprodução

O primeiro-ministro canadense subverte os códigos de formalidade arrematando ternos bem cortados com meias divertidas. E o político, um dos mais admirados do mundo por seu trabalho, charme e simpatia, não abre mão de seu truque de estilo nem em encontros com líderes políticos mundiais, como no Fórum Global da Bloomberg, em setembro, em Nova York, quando apareceu usando meias com estampa de Chewbacca, personagem da série “Star Wars”. Há quem considere sua irreverência e bom humor armas políticas… Seja lá como for, sua legião de fãs só aumenta!

Flagra de quatro meias usadas por Justin Trudeau, sempre arrematadas com sapatos modelo oxford || Créditos: Getty Images

Emmanuel Macron, 39 anos, presidente da França desde 2017 

Emmanuel Macron || Créditos: Reprodução Instagram

O presidente da França preferiu bancar sua postura política centrista com um uniforme social, sem ser careta. Desde o início de seu mandato faz uso constante de ternos com com corte seco, rente ao corpo, passando uma imagem mais jovem e contemporânea. Seus costumes são feitos pela marca parisiense Jonas et Cie, que tem em seu acervo as medidas do político e custam cerca de 340 euros (R$ 1.095). Na hora de escolher suas gravatas, outro detalhe que demonstra a preocupação de Macron em estar “up to date” com as tendências da moda: o presidente francês prefere gravatas lisas e slim.

Sebastian Kurz, 31 anos, Chanceler Federal da Áustria e líder do ÖVP

Sebastian Kurz, Chanceler Federal da Áustria || Créditos: Reprodução Instagram

O mais novo líder da União Europeia, o Chanceler Federal da Áustria deu um banho de branding não só a si mesmo, mas também em seu partido, o ÖVP. Ao contrário de Macron, trabalhou dentro de um partido já estabelecido, em vez de lançar o seu próprio. Para repaginar a legenda, mudou a cor oficial de preto para turquesa e se refere a ela como o “Novo Partido Popular”.

No caso dele, o estilo é mais focado em seu modo de agir do que em suas roupas. Do movimento de suas mãos à maneira como ele olha para as pessoas com uma ligeira inclinação para a frente da cabeça, como que para indicar sua total atenção. Nada é circunstancial. A pouca idade e aparência juvenil não ameaçadora também ajudam a compor a sua persona política. Ele voa em classe econômica, trabalha de pé em uma mesa, é ativo no Twitter – tem 253 mil seguidores -, assim como os rapazes de sua idade. Na hora de se vestir, aposta em ternos com uma “pegada” hipster, raramente usa gravata – a não ser que a ocasião exija – e adora um jeans clássico. (Por Julia Moura)