19.11.2020  /  18:33

Geração Z: No Dia Internacional da Filosofia lembramos de Sócrates e perguntamos: “Uma vida não questionada não merece ser vivida?”

por Audino Vilão*

No dia 19 de novembro é comemorado o Dia Internacional da Filosofia, data instituída pela UNESCO com o propósito de celebrar e incentivar o pensamento crítico sobre a vida, uma auto avaliação e reflexão. Afinal de contas, pra que serve a filosofia em si, uma dúvida que tanto alunos do ensino médio quanto os já formados têm.

Essa pergunta em si já é filosófica, pois não existe uma definição perfeita para o que é filosofia. Diversos estudiosos e pensadores que são honrados com o título de “Filósofo” tentaram explicar o que é filosofia, mas nunca houve um consenso para tal definição. Podemos definir os campos de estudo, como epistemologia e metafísica, os objetos e termos que são estudados e abordados no pensamento filosófico, e refletir sobre o que é, mas definir filosofia continua sendo o grande ‘X’ da questão.

E se eu nem sei o que é, pra que serve esse negócio? A filosofia nos propõe muitas coisas, entre elas, uma vida bem vivida, que no final é o que todos nós buscamos, não? “Uma vida não questionada não merece ser vivida”. Essa frase atemporal foi dita por Sócrates em seu julgamento, quando foi acusado injustamente de corromper a juventude e disseminar mentiras e calúnias contra os Deuses, sendo condenado à morte.

Uma vida não questionada não merece ser vivida. Questionamento de quê? E quais seriam os parâmetros para pensarmos uma vida que vale a pena ser vivida? O questionamento deve se referir a nossas atitudes, pois o que conduz nossa vida são nossas atitudes que, ou vão para um lado virtuoso e bom, ou degenerativo e destrutivo. Nossas atitudes mais simples mudam o rumo de nossos caminhos. Às vezes uma palavra mal interpretada, uma ideia mal colocada, um gesto infeliz, pode mudar para sempre o rumo de uma vida. E é por tamanha responsabilidade que nossas ações carregam, que devemos sempre refletir, refletir ao ponto de encontrar a prudência, para que a navegação do rumo da vida seja consciente. Parafraseando uma citação poética: “Barco sem direção, o mar leva para rocha”. (*Audino Vilão, filósofo, cursa História na universidade e é youtuber – no insta @audinovilao e no Youtube)