23.10.2020  /  17:33

Geração Z: Já despertou do seu sono dogmático? Isso pode ser um divisor de águas em nossas vidas…

Despertando do sono dogmático // Crédito: Getty Images

por Audino Vilão*

Acordar todos os dias é uma coisa que todos temos em comum, mas acordar do dito “Sono Dogmático” é uma realização que poucos conseguem, mas que todos nós deveríamos alcançar. Mas você deve se perguntar, afinal de contas, o que é “Sono Dogmático”? Esse termo interessante foi utilizado por Immanuel Kant, filósofo alemão, e é considerado um divisor de águas na filosofia. Ele se refere ao despertar após a leitura das obras de Hume (filósofo empirista britânico), contudo hoje não iremos analisar o despertar de Kant e sua relação com Hume, mas sim como você pode acordar de um sono dogmático.

Após ter um choque com o que acreditava, Kant começa a duvidar do indubitável, do que para ele fazia sentido absoluto e o induzia a acreditar ser a verdade universal, a razão. Acordamos todos os dias rodeados de verdades universais que sequer colocamos em questionamento, e assim seguimos num dogmatismo (crença em verdade única e genuína) que nos acomoda e prende ao comum e medíocre.

Se questionar sobre os valores que você segue, sobre o que você tem como verdade universal, sobre seus limites, é comparável ao momento em que acordamos sem entender muito a realidade. Só enxergamos nosso entorno, nossa cama, nosso travesseiro, estamos tentando compreender o que está acontecendo e, uma vez já despertos, iniciamos nossa rotina (tomar banho, tomar café, escovar os dentes)… mas para despertar do sono dogmático, devemos quebrar a rotina, nos questionar e colocar à prova nossas verdades. Será que os valores que meus pais me ensinaram, que os ensinamentos morais que aprendi na escola, fazem sentido?

O exercício de se colocar em dúvida é o que nos desperta do sono dogmático, e assim como Kant, isso pode ser um divisor de águas em nossas vidas. Entender que nossos valores não são absolutos e imutáveis, mas sim uma coisa que nos foi passada e que deve ser questionada, que deve ser mudada de acordo com a situação e o contexto em que vivemos, é o despertar do sono dogmático, e viver uma vida bem vivida. Afinal, a vida sem reflexão não vale apena ser vivida, não é mesmo? (*Audino Vilão, filósofo, cursa História na universidade e é youtuber – no insta @audinovilao e no Youtube)

*

Play para o vídeo: