10.09.2020  /  14:20

Geração Z: Escutamos muito sobre os empreendedores de sucesso ou startups que deram certo. Mas, e quando dá errado?

por Julia Xavier*

Uma pesquisa feita nos Estados Unidos pela Wakefield Research entrevistou 1.001 pessoas e constatou que pelo menos um terço sente mais medo de começar um novo negócio do que de pular de paraquedas. Isso porque, empreender de fato é um risco, mesmo que o empreendedor planeje cada passo, algo sempre acaba saindo de seu controle. O que acontece com a maioria das pessoas é desistir de primeira ou se frustrar com tal tentativa.

Essa desistência ou frustração é natural, afinal criamos expectativas que não foram cumpridas.Entretanto, setembro é um mês importante para pensarmos sobre isso. Não quero dar conselhos ou soluções, afinal não sou profissional da área da psicologia. Mas quero falar como jovem que sonha alto e também tem medo de errar em algum momento.

Nós jovens estamos vivendo a era do imediatismo, queremos ter uma ideia e ver ela dando certo assim logo de cara. Quando na verdade, não é tão simples quanto parece. É lógico que vemos muitas histórias de sucesso por aí, mas a gente esquece de levar em consideração que em quase todos os casos esse sucesso veio após anos de tentativas.

Posso não ter a experiência de efetivamente abrir meu próprio negócio, mas existem diversos exemplos. Elon Musk, empreendedor super “badalado” atualmente, já falhou com as próprias Tesla e SpaceX. Inclusive, dados comprovam que empreender pela segunda vez tem cinco vezes mais chances de dar certo. Imagine se todos desistissem na primeira?

Não dar certo de primeira, segunda, terceira ou até décima vez não é sinônimo de fracasso. Os resultados chegam com disciplina, empenho e sobretudo quando a gente acredita naquilo que estamos fazendo. Nossa trajetória nunca será exatamente igual a de outras pessoas, e tá tudo bem.

Meu objetivo com esse texto é falar que, se você jovem tem um medinho aí dentro de empreender ou de seguir determinada carreira, você não está sozinho. Mas vai fundo! Apenas lembre-se sempre de cuidar de si mesmo e de estar preparado para alguns tropeços.

Encerro com uma frase de Maya Angelou, de quem gosto tanto que até compartilhei no meu Instagram recentemente: “Você pode não controlar os eventos que acontecem com você, mas pode decidir não se deixar rebaixar por eles.” (Julia Xavier é estudante de Publicidade e Propaganda, e passou a se interessar pelo universo das startups, da inovação e do empreendedorismo após viagem ao Vale do Silício).