27.02.2020  /  10:10

George Clooney se pronuncia sobre alegações de que marca de café da qual é embaixador promove trabalho infantil

George Clooney || Créditos: Reprodução

Embaixador da Nespresso há mais de dez anos, George Clooney declarou estar “surpreso e entristecido” com as alegações de que a marca de café expresso da Nestlé compra grãos de fazendas da Guatemala que empregam crianças em turnos de trabalho “extremanete cansativos”. A denúncia foi feita pelo programa “Dispatches”, uma revista eletrônica do “Channel 4”, canal do Reino Unido, em matéria que será exibida por completo na próxima edição da atração que vai ao ar, na segunda-feira de manhã. A Starbucks também compraria produtos das mesmas fazendas guatemaltecas, de acordo com o pessoal do “Dispatches”.

Além de promover os produtos da Nespresso em campanhas comerciais, Clooney também integrou durante sete anos o Conselho Consultivo de Sustentabilidade da marca. “Claramente, eles ainda têm muito trabalho pra fazer. E esse trabalho será feito”, o ator disse em um comunicado sobre os outros membros do conselho. O marido de Amal Clooney também afirmou que compreende muito bem os problemas relativos ao trabalho infantil no meio agropecuário, inclusive porque ele próprio começou a trabalhar aos 12 anos em uma fazenda de tabaco no Kentucky, estado americano de onde é natural.

CEO da Nespresso, Guillaume Le Cunff, garantiu que mandou abrir uma investigação sobre o que foi denunciado, e que classificou como “inaceitável”. “Onde nossos altos padrões não são respeitados, nós agimos imediatamente”, prometeu o executivo. Le Cunff determinou ainda que a Nespresso não irá comprar café das fazendas guatemaltecas citadas na reportagem do “Dispatches” até que tudo seja esclarecido. Já a Starbucks ainda não se pronunciou sobre o assunto. (Por Anderson Antunes)