12.12.2019  /  10:27

George Clooney dá ‘no show’ em festa de sua marca de tequila por causa de projeto com a Netflix

Mike Meldman, George Clooney e Rande Gerber || Créditos: Reprodução

A festa de fim de ano da Casamigos, a marca de tequila fundada por George Clooney, Rande Gerber (o marido de Cindy Crawford) e Mike Meldman, não contou com a presença de seu ex-sócio mais famoso em sua última edição, que rolou nessa semana em um resort luxuoso de Cabo San Lucas, no México, fechado exclusivamente para a ocasião. Ao menos não fisicamente, já que o ator fez questão de fazer uma ligação via FaceTime para desejar a Gerber, Meldman e todos os outros presentes na comemoração um excelente Natal e um fim de ano melhor ainda.

Pra quem não lembra, o trio vendeu a Casamigos em meados de 2017 para a gigante das bebidas britânica Diageo em um negócio que lhe rendeu US$ 1 bilhão (R$ 4,12 bilhões) antes da cobrança de impostos, ou cerca de US$ 250 milhões (R$ 1,03 bilhão) para cada um depois da mordida do leão. Apesar disso, os três continuam fazendo parte do dia a dia do negócio que resolveram criar durante uma viagem de férias pela península de Baja Califórnia, também no México, como conselheiros.

Já o motivo que levou Clooney a não marcar presença na “party” da Casamigos está ligado ao novo grande projeto dele na arte que o consagrou: o marido de Amal Clooney é o produtor, diretor e protagonista da ficção científica “Good Morning, Midnight”, um filme de orçamento generoso que está sendo produzido pela Netflix e começou a ser rodado em outubro. A produção é baseada no livro de mesmo nome publicado em 2016 por Lily Brooks-Dalton, e foi adaptada para a tela por Mark L. Smith, o mesmo roteirista do premiado “O Regresso”. (Por Anderson Antunes)