31.03.2020  /  11:33

Genro de Donald Trump pede mais prazos para credores mas se nega a oferecer o mesmo aos seus inquilinos

Donald Trump e Jared Kushner || Créditos: Reprodução

De acordo com o repórter David Fahrenthold, do “The Washington Post”, Jared Kushner não quer saber se estender os prazos para o recebimento dos aluguéis de inquilinos que ocupam os prédios da família dele em Nova York e em San Francisco. Assim como o sogro Donald Trump, o marido de Ivanka Trump descende de uma família que fez fortuna investindo no setor imobiliário de alto padrão dos Estados Unidos, e em especial o da Big Apple, onde a joia da coroa dos Kushners é o número 666 da Quinta Avenida, um prédio residencial de 41 andares que eles compraram em 2007 por US$ 1,8 bilhão (R$ 9,36 bilhões) onde só moram milionários.

Mas, em tempos de pandemia e de quarentena forçada, até mesmo os mais ricos estão tendo dificuldades para fechar as contas do mês, razão pela qual muitos estão renegociando seus contratos de aluguel para ganhar um pouco de fôlego em meio à crise. Jared, no entanto, tem se negado a conversar sobre essa possibilidade com seus inquilinos, segundo Fahrenthold, o que seria até plausível não fosse por um “detalhe”: ao mesmo tempo em que nega as revisões contratuais, ele pede mais prazos para os credores a quem deve milhões.

Filho do ex-bilionário Charles Kushner, que já foi até preso e condenado por crimes como evasão de divisas e intimidação de testemunhas, Jared e seu irmão Joshua Kushner (que é casado com Karlie Kloss) são os responsáveis pelas Kushner Companies, que possuem um vasto portfólio de edifícios e afins mas também têm dívidas enormes com vários bancos dos EUA e de outros países. Uma das maiores foi contraída há anos com o Deutsche Bank, o mesmo banco que já fez inúmeros empréstimos para a Trump Organization do sogro dele. (Por Anderson Antunes)