06.03.2018  /  9:55

Gabriela Duarte de volta à TV e ao Brasil revela: “estou com a adrenalina alta”

Gabriela Duarte || Créditos: Ju Rezende

Gabriela Duarte está com a adrenalina alta. A atriz retorna à televisão na próxima novela das seis, “Orgulho e Paixão”, de Marcos Bernstein e direção artística de Fred Mayrink – após dois anos morando em Nova York – para viver a severa Julieta Bittencourt, proprietária de uma fazenda de café. “Foi uma decisão familiar, então acho que foi um tempo bom pra gente se encontrar como família, como núcleo, pra fortalecer e viver uma experiência nova”, explica ela. Mas agora é hora de voltar a trabalhar e, para Gabriela, não tinha jeito melhor. “Esse é o meu país, eu gosto do que faço, tenho muitas coisas pra realizar. Achei que foi o momento certo pra voltar e em um projeto como esse. É uma retomada e tem sabor de coisa nova, de desafio”, garante a atriz. Confira a entrevista que ela deu ao Glamurama!

Julieta

“Ela é uma mulher bem poderosa. Tem uma dureza e força que tenho que procurar em algum lugar em mim, porque a vida a tornou muito fria. Ela é autoritária, que é um exercício que a gente vai construindo no dia-a-dia quando é mãe. Nunca, antes de ser mãe, precisei determinar o que as pessoas iam fazer, nunca tive esse perfil, de uma pessoa que comanda, sempre fui muito tranquila. Estou aprendendo muito com ela. Faço mãe do Mauricio Destri, não é pra qualquer uma! Assim como ela, sou uma mulher madura, que tem filho, que já viveu muita coisa e estou nessa profissão há trinta anos, não é pouco. A personagem veio em um momento ótimo, estou muito feliz.”

Temporada longe

“Foram dois anos fora, é bastante coisa e, ao mesmo tempo, é pouco perto da quantidade de possibilidades que poderiam surgir, mas pra mim foi o tempo ideal. Não era algo que dependia só de mim, foi uma decisão familiar, então acho que foi um tempo bom pra gente se encontrar como família, como núcleo, pra fortalecer e viver uma experiência nova. Eu não queria fazer escolhas drásticas, como começar uma outra coisa lá, não emigrei, só fui passar um tempo fora. Tenho dois filhos pequenos, ela (Manuela) tem 11 anos e ele (Frederico) tem 6, e foi importantíssimo para eles,  para o resto da vida.”

Brasil

“É o que é. Tem coisas ótimas e coisas não tão boas aqui, como tem lá também, não estou falando de momento político, estou falando de tudo, a vida é uma grande aventura e nisso tem coisas boas e não tão boas. Esse é o meu país e tenho muito o que realizar. Achei que foi o momento certo pra voltar e retomar meu trabalho em um projeto como esse, com esse elenco, o Marcos com quem eu trabalhei há muitos anos no ‘Oriundi’, filme que ele escreveu, e com o Fred também. Estou com a adrenalina alta. Sempre é assim com um novo trabalho, a gente não sabe como o público vai receber. É uma retomada e tem sabor de coisa nova, de desafio.”