27.07.2020  /  16:26

Fundação Cartier reabre suas portas e oferece um mergulho profundo no coração da floresta Amazônia

O mundo da arte e da cultura marca sua volta em Paris! A Fundação Cartier reabre suas portas e a boa notícia para os amantes da arte contemporânea é que eles poderão descobrir ou redescobrir a exposição ‘Claudia Andujar, A Luta Yanomami’, em uma incrível experiencia imersiva online.

Por quase 50 anos, a fotógrafa suíça trabalha na defesa e proteção do povo Yanomami, com quem formou uma sólida amizade desde os anos 1970. Para a exposição, ela revelou algumas centenas de cliques íntimos, políticos e militantes tirados ao longo do tempo que passou com eles, que constituem a maior população indígena da floresta amazônica e também uma das mais ameaçadas.

E para quem não está na capital francesa, a mostra pode ser apreciada na versão digital e enriquecida com uma incrível experiência imersiva. A ideia? Um mergulho no coração da floresta Amazônia durante uma jornada sonora excepcional de 60 minutos capturada por Bernie Krause.

Uma viagem sensorial relaxante no coração da mata, em um habitat natural próximo aos territórios dos Yanomami. Uma bem-vinda mudança de cenário neste momento. (texto e fotos Mario Kaneski de Moraes, de Paris)

Visita virtual da exposição aqui e play pra conferir uma das instalações: