16.08.2019  /  9:48

Fim da lua de mel com o público? Meghan e Harry são criticados por viajarem de jatinho ao invés de voo comercial

Meghan e Harry descendo de um avião, nesse caso, de carreira || Créditos: Reprodução

Pelo visto, Meghan Markle e o príncipe Harry estão aprendendo na marra algo que a mãe dele, a princesa Diana, sabia de cor e salteado, que é jamais dar de ombros para a boa vontade dos súditos. Glamurama explica: é que na semana passada o casal real escolheu viajar de jatinho rumo a uma ilha da Espanha, onde aterrissaram para comemorar as 38 primaveras que a ex-atriz completou no começo do mês, e isso pouco tempo depois de o próprio Harry também ter voado sozinho em um avião particular para a Sicília, na Itália, nesse caso para participar de um evento do Google voltado aos ricos e poderosos e no qual o assunto em pauta era o meio ambiente.

Acontece que os dois estão entre os membros da realeza britânica mais entusiasmados na defesa do planeta e que mais falam sobre o aquecimento global em público, e apesar de ainda estarem em lua de mel com o público dessa vez eles não escaparam das críticas. Isso porque os aviões estão entre os maiores emissores de dióxido de carbono (CO2), tanto que os verdes de carteirinha os evitam ao máximo e, quando não têm outra escolha, preferem embarcar em voos comerciais.

Meghan e Harry, portanto, poderiam ter feito o mesmo, principalmente em razão do engajamento “eco friendly” que adotaram como uma de suas causas públicas. Pelo menos é isso que a imprensa do Reino Unido e muitos usuários das redes sociais do país pensam nesse momento, e até um ex-funcionário palaciano que cuidava da agenda de Lady Di deu uma declaração a um jornal de lá comentando o aparente faux pas deles. “Na minha época, a maioria dos voos nos quais embarcávamos era comercial e da British Airways, nossa companhia nacional”, disse Ken Wharfe ao “The Sun”. “A BA sempre atendeu muito bem e com muita discrição os VIPs”, completou. (Por Anderson Antunes)