31.03.2016  /  8:18

Filho de Cássia Eller fala como saltou de “Humanas” para os palcos

a
Chico Chico se apresenta no Bourbon Street || Crédito: Divulgação

Depois de ganhar destaque no cenário musical carioca, Chico Chico desembarca em São Paulo para seu primeiro show na cidade. Ao lado da banda 13.7, o filho de Cássia Eller, de 22 anos, vai apresentar canções de seu primeiro CD, o “2X0 Vargem Alta”, além de outras inéditas feitas em parceria com a banda formada com amigos da época do colégio: João Matuano (voz e violão), Miguel Dias (baixo), Pedro Fonseca (teclado) e Lucas Videla (percussão). O show acontece nesta quinta-feira no Bourbon Street, em apresentação única. Abaixo, o bate-papo com Chico e com João Matuano.

Por Denise Meira do Amaral

Glamurama – Quando você descobriu que queria trabalhar com música?
Chico Chico – Foi um processo longo e contínuo. Acho que desde muito pequeno já me interessava.

Glamurama – E por que decidiu cursar geografia?
Chico Chico –Eu tranquei agora. Esse semestre foi complicado por causa da música (risos). Queria fazer alguma coisa relacionado a Humanas… Na verdade, eu queria fazer Ciências Sociais ou História, mas só passei em Geografia (risos).

Glamurama – O que sua música tem da sua mãe?
Chico Chico – Carrego os genes e o nome da certidão de identidade. Mas a influência é a mesma de todos os outros artistas que amo. Minha mãe não é a única influência da minha vida.

Glamurama – Quais são as lembranças mais fortes que você tem de sua mãe? [Chico tinha oito anos quando Cássia morreu]
Chico Chico – Tenho várias. Algumas nem sei se são verdade. Mas me lembro muito da gente jogando bola, ouvindo música, tomando esporro (risos). Acho que como toda mãe é com o filho.

Glamurama – Acha sua voz parecida com a dela?
Chico Chico – Alguma coisa lembra. Mas ela era cantora. Não sou cantor. Eu componho, não sou um intérprete.

Glamurama – Por que esse nome para a banda [13.7]?
João Matuano – São questões bobas (risos)… Na verdade o Chico tomou uma dura da polícia e perdeu essa quantidade de maconha, 13.7. Por isso estava tentando enrolar para explicar (risos).

Glamurama – Quais são suas influências?
João Matuano  – Gosto muita de música brasileira em geral. Gosto de tudo. Todos esses caras bons da MPB.

Glamurama – Como vocês se conheceram?
João Matuano  – Toda nossa banda estudou na mesma escola, a CEAT, em Santa Teresa. O Chico era mais velho, mas conheço ele desde pequenininho.

a
Lucas Videla, Miguel Dias, João Mantuano (sentado), Pedro Fonseca e Chico Chico || Crédito: Oscar Vasconcelos.