19.11.2017  /  8:00

Filha de Elvis tem só US$ 14 mil no banco e deve US$ 500 mil no cartão de crédito. Oi?

Lisa Marie Presley || Créditos: Getty Images

Depois de Johnny Depp, a próxima famosa que poderá entrar em uma batalha judicial contra seus agentes é Lisa Maria Presley. A filha da atriz Priscilla Presley e de Elvis Presley acusa Barry Spiegel, que por anos administrou o patrimônio que herdou do rei do rock, de ter lhe roubado mais de US$ 100 milhões (R$ 327 milhões) ao longo de uma década e ter vendido sem sua autorização uma fatia de 85% da empresa Elvis Presley Enterprises, que controla a maior parte dos investimentos deixados pelo cantor, para o empresário Robert F. X. Sillerman.

Em um processo que corre na justiça dos Estados Unidos, Lisa também afirma que Spiegel usou US$ 9 milhões (R$ 29,4 milhões) de suas contas para comprar uma mansão e deixou de declarar seu imposto de renda, o que resultou em uma multa de mais de US$ 7 milhões (R$ 22,9 milhões) que ela agora afirma não ter dinheiro para pagar.

Ainda nos papéis da ação, a cantora que já teve namorou Michael Jackson e Nicolas Cage diz estar “quebrada”, com apenas US$ 14 mil (R$ 45,8 mil) no banco e uma fatura de cartão de crédito na casa dos US$ 500 mil (R$ 1,6 milhão). Já Spiegel garantiu, por meio de seus advogados, que Lisa entrou no vermelho porque gastou mais dinheiro do que tinha e promete provar isso nos tribunais.

Em tempo: depois do intérprete de “Thriller”, Elvis é o segundo famoso que já partiu dessa para uma melhor que mais rende dinheiro no além túmulo, e os royalties referentes à obra dele arrecadaram US$ 27 milhões (R$ 88,3 milhões) só no ano passado. A bolada, no entanto, é dividida entre vários investidores, com Lisa e Priscilla recebendo a menor parte dos lucros. (Por Anderson Antunes)