26.10.2020  /  11:24

Fernanda Nobre manda recado sobre como a pornografia afeta a sociedade : “Retrata uma certa humilhação e repressão às mulheres”

Fernanda Nobre || Divulgação

Dados do Anuário Brasileiro de Segurança Pública, divulgados na semana passada, mostram que a cada oito minutos, uma mulher é estuprada no Brasil. Essa é uma realidade triste e vergonhosa, que precisa ser mudada com urgência e um dos caminhos, sem dúvida, é a educação. E quem entrou na luta para acabar com a violência contra as mulheres foi  Fernanda Nobre. Em suas redes sociais, a atriz tem abordado a necessidade da educação sexual sem tabu e como a pornografia afeta a sociedade: “A nossa sexualidade é aprendida, mas em uma sociedade extremamente moralista como a nossa, em que é um tabu enorme falar sobre o nosso corpo e sexualidade nas escolas e no núcleo familiar, a principal fonte de educação é a pornografia”, explica ela: “Nós, que consumimos pornografia, precisamos refletir que essa indústria bilionária, na maioria dos seus vídeos, retrata uma certa humilhação e repressão às mulheres. Então, até que ponto a pornografia está educando um sistema extremamente violento para a mulheres?”, continua.

Aos 37 anos, Fernanda também falou sobre a sexualização de meninas adolescentes em vídeos de sites pornográficos, as chamadas “lolitas”: “Um dos vídeos mais vistos é de uma mulher que tem corpo de menina, em um cenário infantilizado, como se fosse o quarto de uma adolescente e segurando um ursinho de pelúcia”, revela. Por fim, a atriz fala da importância de nos reeducarmos sexualmente.

A seguir, confira o vídeo completo e reflita!

 

Ver essa foto no Instagram

 

a gente não nasceu sabendo transar. A gente aprendeu. Mas onde? Como? Com quem?

Uma publicação compartilhada por Fernanda Nobre (@fenobre) em