07.04.2020  /  17:34

Fernanda Gentil cumpre quarentena com a família e confessa: “Se fosse eu na cozinha, teríamos só nuggets, miojo e ovo”

Fernanda Gentil com Priscila Montandon // Reprodução Instagram

Longe da telinha, Fernanda Gentil está cumprindo sua quarentena ao lado da mulher, a também jornalista Priscila Montandon, e do filho Gabriel, de 4 anos (ela também é mãe de Lucas, de 12 anos, que está com o pai). Em conversa com O Globo via Instagram, a apresentadora revelou que tem visto esse período como uma grande terapia e tem lido bastante sobre o assunto. “Você acaba conhecendo mais profundamente a pessoa com quem casou. Estamos aproveitando para isso. Já tivemos brigas, mas estamos criando maneiras diferentes de resolver as coisas. Afinal, amanhã estaremos o dia todo juntas de novo. O cenário atual provoca muitas reflexões”, contou. Sobre a divisão das tarefas da casa, Fernanda assume que não cozinha nada e, por isso, fica com a limpeza e arrumação: “Se fosse eu na cozinha, teríamos só nuggets, miojo e ovo”.

Com o filho, Fernanda mudou algumas regrinhas que tinha em casa: “Liberei. Televisão, Ipad. Tem que rolar para conseguirmos fazer nossas tarefas. Pratico a maternidade real”, diz ela, que tem se dedicado mais à ONG Caslu, que fundou em 2013. Está revertendo o valor de vendas de camisetas (pelo site mundocaslu.com.br) para a compra de cestas básicas. Já distribuiu 764 kits, com itens de alimentação e limpeza, para abrigos que acolhem crianças. “Gostaria de fazer muito mais”.

View this post on Instagram

Bom dia! . Como diz o verso, “avisa lá” ao coração que hoje, mesmo em meio à pandemia, ele vai ficar quentinho e em paz; é que nesse momento estão sendo preparadas mais de 700 cestas básicas (de alimentos e material de limpeza) que vão ser entregues às famílias de 3 abrigos que a @mundocaslu já ajudou. Isso porque as crianças que as instituições atendem só contavam com as refeições das instituições mesmo. Em casa, a grande maioria, não tinha o que comer. Então agora, com instituições fechadas, crianças sem as refeições, e ainda por cima os pais sem trabalho, a situação era aquela que a gente bem conhe—- conhece não graças a Deus, mas sabe que acontece. Então queríamos só que você, voluntário da Caslu, amigo da Caslu, admiradores dela, ou você que não pode comprar a camisa Caslu mas torce por ela, se sentisse parte disso – porque É – para que, mesmo em tempos tão estranhos e inéditos, a gente entenda de uma vez por todas que a solidariedade tá dentro de cada um de nós. Aí, quando a colocamos pra fora, elas se juntam – e o resultado é esse aí ó??! . Acompanhem pelo @mundocaslu a chegada, entrega e distribuição das cestas em cada abrigo.

A post shared by Fernanda Gentil (@gentilfernanda) on