25.07.2019  /  11:53

Faye Dunaway é demitida de peça da Broadway depois de distribuir tapas e xingamentos nos bastidores da produção

Faye Dunaway: na imagem menor, ela aparece em cena como Katharine Hepburn || Créditos: Reprodução

Quem já trabalhou com Faye Dunaway não se surpreendeu nem um pouco com a notícia, divulgada nessa quarta-feira, dando conta de que a atriz foi demitida da peça “Tea at Five” por supostamente ter distribuído xingamentos e até alguns tapas nos bastidores do monólogo da Broadway que conta a história de Katharine Hepburn, que ela interpreta na montagem teatral. Vencedora de um Oscar de Melhor Atriz por “Rede de Intrigas”, de 1976, a veterna de Hollywood sempre foi tida como “muito difícil” por vários de seus colegas de cinema e teatro, e essa é inclusive uma das razões que justificam o fato de sua presença na telona nos últimos anos ter sido raríssima.

E no caso desse último bafão, desta vez nos palcos de Nova York, Dunaway, de 78 anos, teria perdido a paciência com a equipe de profissionais que trabalhava para caracterizá-la como Hepburn para uma sessão: na hora de colocar uma peruca, que ninguém conseguia encaixar em sua cabeça, a eterna Bonnie de “Bonnie & Clyde” estourou, usou palavras de baixo calão para reclamar e até partiu para as vias de fato contra aqueles que a rodeavam, deixando todo o staff passado.

Em um comunicado, os produtores de “Tea at Five” – que estreou em 2002 na Broadway mas passou a ter Dunaway como protagonista somente nesse ano – afirmaram que a atriz levou o cartão vermelho porque criou “um ambiente hostil e perigoso”. Fontes ligadas à produção e ouvidas pelo “New York Post”, no entanto, também relataram astrasos constantes dela para os ensaios. Vale lembrar que em 2017, quando anunciou por engano ao lado de Warren Beatty que “La La Land” havia vencido a estatueta de Melhor Filme (que na verdade era de “Moonlight”), Dunaway culpou o ator pelo fiasco. “Perguntem a ele o deu errado”, a estrela disse na época. (Por Anderson Antunes)