Cantão tem Fernanda Lima, mas perde na criação

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
0

Certamente por conta da saída de Yamê Reis da direção criativa da Cantão, a marca passa por uma fase de transição que repercutiu em sua coleção.

A estilista que assumiu o posto, Renata Simon, tem mesmo a missão difícil de manter o frescor, a graça e a mão certa para equilibrar streetwear, relax praiano e influências étnicas que faziam dos desfiles da Cantão um dos mais legais de se ver no Rio.

A coleção teve bons momentos, mas foi sem sal. Bonita a estampa de nuvens, que abre o desfile no top de Fernanda Lima. Mas as proporções, os babados e as calças com bolsos para fora deixam muito a desejar. É uma edição confusa em que as boas peças ficam perdidas.

Cantão: excesso nas cores, estampas e proporções

Por Camila Yahn