18.10.2017  /  11:14

Executivo da Live Nation é demitido depois de filmar mulheres com caneta espiã

Andrew Macrae e a arma dos crimes || Créditos: Reprodução

Os abusos contra as mulheres no mundo do entretenimento vão muito além das investidas sexuais indesejadas de Harvey Weinstein. A prova disso é que Andrew Macrae, ex-vice-presidente de finanças e iniciativas estratégicas da gigante americana Live Nation, acaba de ser demitido por ter sido flagrado filmando mulheres de saias com uma caneta espiã no trem que costumava pegar todos os dias para o trabalho em um escritório mantido pela empresa em Londres.

Os crimes vieram à tona em julho, por acaso, quando um investigador da Scotland Yard que embargou no mesmo vagão onde Macrae viajava desconfiou de uma caneta vermelha que ele mantinha discretamente em uma mochila apontada para uma loira. Ao se apresentar como autoridade, o investigador chegou a ser xingado pela mulher, que não imaginava o que estava acontecendo e tentou defender o executivo.

Preso em flagrante, Macrae confessou os crimes em juízo na semana passada, depois de uma longa investigação que resultou na descoberta de pelo menos 49 mil imagens de mulheres anônimas na casa dele, o que resultou em sua demissão nessa terça-feira da Live Nation, que cuida das carreiras de estrelas da música como Pharrell Williams e Shakira. A sentença dele deverá sair nos próximos dias. (Por Anderson Antunes)