Fernando Flores e Britney Spears, em 2010
Fernando Flores e Britney Spears, em 2010 || Créditos: Reprodução

Ex-segurança de Britney Spears afirma que cantora era medicada com antipsicóticos e antidepressivos

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
0
Fernando Flores e Britney Spears, em 2010
Fernando Flores e Britney Spears, em 2010 || Créditos: Reprodução

Ex-integrante da equipe de seguranças de Britney Spears, o guarda-costas americano Fernando Flores disse em entrevista ao tabloide britânico “The Sun” que testemunhou a cantora sendo medicada semanalmente com remédios de todos os tipos que a deixavam completamente fora de si.

“Davam a ela pílulas antipsicóticas e antidepressivas junto com vários anticoncepcionais e tudo mais, uma mulher a visitava todas as sextas-feiras em sua casa para medicá-la”, Flores contou no bate papo com a publicação, que foi publicado nessa segunda-feira no Reino Unido.

Ainda de acordo com o profissional, que trabalhou com Spears em 2010, a intérprete de “Toxic” ficava falando sobre assuntos sem muito nexo sempre que era medicada, como a existência de universos paralelos. “Era um estalo da sanidade pra loucura”, ele explicou.

Flores também contou que o pai da popstar, Jamie Spears, ligava para a filha de três a quatro vezes por dia para checá-la. “Ela [Spears] só assistia TV e chorava ouvindo músicas, e por vezes ficou dias sem tomar banho e escovar os dentes”, completou o segurança.

Spears vira e mexe é assunto na mídia por conta da luta na justiça dos Estados Unidos contra a tutela exercida por Jamie sobre suas finanças, que começou em 2008. A princesinha do pop afirma que já está em condições de cuidar de sua vida sozinha, e chegou a acusá-lo de abuso por tentar impedi-la disso. (Por Anderson Antunes)