20.02.2019  /  11:48

Ex-seguidoras e “amigas” de Marina Ruy Barbosa colecionam bafões envolvendo traições. Relembre!

Bruna Marquezine, Thaila Ayala e até Giovanna Ewbank || Créditos: Reprodução InstagramA polêmica separação de Débora Nascimento e José Loreto ganhou mais um capítulo nessa terça-feira. Isso porque um time de atrizes deixou de seguir Marina Ruy Barbosa no Instagram, entre elas, Bruna Marquezine, Thaila Ayala, Fiorella Mattheis e até Giovanna Ewbank, madrinha de casamento de Marina que, por sua vez, continua seguindo todas elas.

Em seu programa, o “Fofocalizando”, o colunista Leo Dias garantiu que a história não surgiu no Instagram e que recebeu ligações e mensagens de atrizes globais pedindo que ele revelasse a traição publicamente. Apesar de ser apontada como possível affair de Loreto, Marina, que é casada com o piloto Xandinho Negrão, negou ter algo a ver com a separação do casal em publicação do Instagram. Por meio de assessoria de imprensa, ela reafirmou que está muito triste e não se pronunciará mais sobre o caso.

Nesta quarta-feira, fãs de Marina trouxeram à tona alguns casos em que as mesmas atrizes, que se diziam amigas de Marina, passaram por situações similares envolvendo traições com seus respectivos namorados e maridos. As matérias foram desarquivadas em prol de Marina que está sendo fortemente acusada de um caso de traição. Quem não tem teto de vidro que atire a primeira pedra. Continue lendo para relembrar.

Thaila Ayala – Em 2014, a atriz foi capa da revista Americana “OK Magazine”: casamento de Justin Timberlake com Jessica Biel desmorona e o motivo seria Thaila Ayala, recém-separada de Paulinho Vilhena. Os dois teriam se conhecido  no Rock in Rio e na época, Thaila  postou um vídeo em seu Instagram com a performance do astro pop e escreveu na legenda: “listinha sonho de infância – conhecer o Justin e ter ele a meio metro cantando para você (e para mais sei lá quantas mil pessoas hahahhaha ). Done”.

Capa OK! Magazine com Thaila Ayala || Créditos: Divulgação/Reprodução

Giovanna Ewbank  – Bruno Gagliasso admitiu ter traído a mulher, Giovanna Ewbank, em 2012, quando o casal se separou após uma confusão envolvendo a modelo Carol Francischini que, supostamente estaria grávida do bonitão. O momento ainda envolveu a ex-mulher de Bruno, Camila… que colocou as asas de fora e escreveu em sua página no Facebook: “Quem ri por último ri melhor”, insinuando que Bruno já havia traído ela com Giovanna.

Camila Rodrigues, Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank || Créditos: Reprodução Instagram

Bruna Marquezine – A jovem de 23 anos é a campeã em polêmicas envolvendo traições. Com Giovanna Lancellotti foram três momentos, sendo que o primeiro foi em 2016. Na época, o namoro de Giovanna Lancellotti e Arthur Aguiar não terminou nada bem depois dela descobrir uma suposta traição do namorado com Bruna Marquezine. Eles teriam ficado durante as gravações da novela “Em Família”. No ano passado foi a vez de Giovanna Lancellotti se defender das acusações de que teria sido a responsável pelo término do namoro entre Neymar e Bruna Marquezine, após ter seu nome envolvido no relacionamento vai-e-vem da global com o jogador. E Bruna não deixou por menos. Meses depois, a morena foi vista conhecendo melhor Gian Luca Ewbank, irmão da apresentadora e atriz Giovanna Ewbank, e ex-namorado de  Giovanna Lancellotti. Eita!

Mas não acabou. Em 2016, Bruna brigou com Isabelle Drummond. O motivo? O desaparecido cantor Tiago Iorc que na época gravou o clipe da música “Amei te Ver”com Marquezine e deixou Isabelle nada feliz com a tensão sexual que rolou entre eles. Quem pode julgar quem, né?

Giovanna Lancellotti e Arthur Aguiar + Bruna Marquezine e Neymar + Tiago Iorc e Isabelle Drummond || Créditos: Reprodução