22.06.2020  /  12:28

Ex-fiel escudeiro de Anna Wintour, André Leon Talley manda indireta para a editrix nas redes sociais

Anna Wintour e André Leon Talley || Créditos: Reprodução

Já diz o ditado que, pra bom entendedor, meia palavra basta. E é justamente por isso que Anna Wintour, que de boba não tem nada, não deve ter gostado nem um pouco de ver seu ex-fiel escudeiro André Leon Talley fazendo elogios públicos para Diana Vreeland, a lendária editora que comandou a “Vogue” entre 1963 e 1971 e é, para muitos, o maior nome da história da revista. Nesse domingo, Talley postou em sua conta oficial no Instagram algumas fotos de um novo livro sobre Vreeland, que morreu em 1989, lançado nos Estados Unidos e editado pelo neto dela, Alexander Vreeland, e as legendou com comentários que estão sendo entendidos como “indiretas” para sua ex-chefe.

Intitulada “Diana Vreeland: Bon Mots” (algo como “As Melhores Tiradas de Diana Vreeland”), a obra trata a eterna fashionista como icônica e foi recomendada por Talley, que já foi editor-assistente da “Vogue” e por sua vez também lançou recentemente uma autobiografia na qual afirma que Wintour “é incapaz de ser bondosa” e o rifou da “Vogue” por considerá-lo “muito velho, muito gordo e muito sem graça”. “É uma leitura e tanto sobre a maior e mais brilhante imperatriz da moda”, ele escreveu.

Interessante notar que Talley destacou em suas postagens uma das frases mais famosas e enigmáticas de Vreeland: “As pessoas deveriam respeitar seus sapatos, e não descontar suas frustrações chamando atenção o tempo inteiro para eles”. Pra quem não sabe, Wintour é conhecida também como uma das maiores fãs de saltos altos do pedaço, e sempre deixou claro que seus subordinados deveriam usar pisantes impecáveis e estilosos ao seu redor, principalmente as mulheres, que nos bastidores da “Vogue” são chamadas de “clickers” por causa do “click click” que seus high heels caríssimos fazem no assoalho de madeira da redação da publicação… (Por Anderson Antunes)

*

Abaixo, o post de Talley no Insta: