20.04.2018  /  9:54

Ex-assessor de Bill Clinton compra townhouse que foi de David Rockefeller com senhor desconto

Doug Band e a townhouse de NY que foi de Rockefeller || Créditos: Reprodução

A coleção de obras de arte do bilionário americano David Rockefeller, morto há um ano, vai a leilão só no mês que vem. Mas os herdeiros dele já estão se desfazendo de outros bens, sobretudo imóveis, que pertenciam ao único neto vivo do lendário John D. Rockefeller. A prova disso é que a townhouse onde Rockefeller morava no número 146 da East 65th Street, em Nova York, acaba de ser comprada pelo investidor Doug Band, que foi assessor de Bill Clinton na Casa Branca e é conhecido em Wall Street como um dos primeiros milionários americanos que colocaram dinheiro na gigante do e-commerce chinesa Alibaba.

A propriedade de cinco andares tinha sido listada pelos filhos do banqueiro e colecionador em junho do ano passado por US$ 32 milhões (R$ 108,8 milhões), mas Band fechou o negócio por US$ 20 milhões (R$ 68 milhões), com um senhor desconto superior a 35%. Com mais de 1,1 mil m² de área total, será totalmente reformada e deve ficar pronta até o fim do ano, a tempo dele se mudar com a mulher e os filhos de seu atual endereço na Big Apple, na West 58th Street, onde em breve terá como vizinho um nada glamuroso abrigo para moradores de rua.

Rockefeller morreu em março do ano passado, aos 101 anos, deixando uma fortuna estimada em mais de US$ 3,3 bilhões (R$ 11,2 bilhões) que inclui ainda uma ilha no estado americano do Maine, ações de várias empresas americanas, quadros raros assinados por nomes como Cézanne, Picasso, Gauguin e Monet e até uma coleção com mais de 150 mil tipos de besouros mortos, cujo valor ainda está sendo calculado.  (Por Anderson Antunes)