07.11.2017  /  11:19

Ex-agentes querem que Johnny Depp venda propriedades para quitar dívidas

Johnny Depp || Créditos: Getty Images

A briga na justiça entre Johnny Depp e seus ex-agentes ganhou um novo capítulo nesta segunda-feira. Em uma ação ajuizada em um tribunal de Los Angeles, executivos da empresa The Management Group (TMG) – que cuidou da carreira do astro de “Piratas do Caribe” até janeiro – pedem que ele seja forçado a vender cinco propriedades que tem na cidade, a fim de pagar uma dívida de US$ 5 milhões (R$ 16,4 milhões).

De acordo com a versão exposta pelos ex-agentes, o dinheiro é referente ao saldo restante de um empréstimo feito ao ator pela TMG em dezembro de 2012 que estava sendo quitado em prestações até março deste ano, quando sua parceria com a empresa foi oficialmente encerrada, mas de lá pra cá os pagamentos foram suspensos. A dívida real é de US$ 4,4 milhões (R$ 14,4 milhões), mais juros e outras taxas.

Depp acusa a TMG de ter administrado mal o dinheiro que ganhou no período em que foi cliente da empresa, algo que o teria levado à bancarrota, enquanto seus ex-agentes afirmam que foi ele quem perdeu o controle das finanças ao assumir contas sem ter condições de bancá-las, apesar dos milhões que ganha em Hollywood. O ex de Amber Heard exige um ressarcimento de US$ 25 milhões (R$ 82,1 milhões) deles. (Por Anderson Antunes)