18.07.2019  /  9:04

Ex-agente de Mariah Carey que está processando a cantora relata ameaças de morte à justiça dos EUA

Stella Bulochnikov e Mariah Carey || Créditos: Reprodução

A briga judicial entre Mariah Carey e sua ex-agente Stella Bulochnikov atingiu um novo nível nessa semana. As duas começaram a se desentender há cerca de dois anos, e supostamente porque a cantora deixou de pagar milhões de dólares em comissões devidas para a então fiel escudeira. Desde então, elas trocam farpas nos tribunais dos Estados Unidos, ao ponto de Bulochnikov acusar a intérprete de “We Belong Together” de a certo ponto da relação profissional tê-la assediado sexualmente no ambiente de trabalho.

Mas o problema agora seriam as supostas ameças de morte que Bulochnikov tem recebido nos últimos dias, conforme ela mesma relatou para as autoridades americanas que cuidam do caso. A maioria vem por meio de mensagens de texto, e algumas incluem fotos grotescas de coisas como fraldas sujas e legendas do tipo “se mexer com a Mariah, vai morrer”. Em um desses contatos, alguém até teria se passado por repórter do “The New York Times” a fim de extrair confidências dela – o jornal já esclareceu que não tem nada a ver com a história.

Ninguém sabe ao certo se o tal suposto calote de Carey foi mesmo o estopim para o imbróglio entre a dupla, uma vez que num passado nem tão distante assim a popstar chegou a presentear Bulochnikov com uma mala em estilo “trunk” da Louis Vuitton que não sai da loja por menos de US$ 34 mil (R$ 127,9 mil). O fato é que Carey sempre teve fama de diva, daquelas que não facilitam a vida de ninguém ao ser redor e são capazes de estourar pelos menores motivos. (Por Anderson Antunes)