26.02.2015  /  14:42

Estilista da Gucci leva a melhor na crítica internacional. Aos comentários!

 

538977233MW00039_Alternativ
Desfile de inverno 2015 da Gucci, em Milão|| Créditos: Getty Images

Não foi só Glamurama que adorou o olhar fashion de Alessandro Michele como o novo diretor criativo da Gucci. Ele foi elogiado pela crítica internacional nessa quarta-feira, em Milão, ao desfilar uma coleção de inverno 2015 feminina com pegada boêmia, geek chic e, acima de tudo, andrógina. Vale dizer que as peças são diferentes do estilo sex appeal de Frida Giannini, ex-diretora criativa da marca. Confira abaixo parte do frisson da mídia internacional sobre a coleção.

“Sob o seu comando, Gucci virou uma marca curiosa, jovem e mais livre – um pouco boêmia como Alessandro, que é um bagunçado chic”, disse o “WWD”.

“Parabéns ao querido Alessandro Michele, David Renne [diretor de design] e o resto do time pelo desfile inspirador da Gucci”, postou Katie Grand, editora-chefe da revista “Love”, no Instagram. Para quem não sabe, Katie também é uma stylist renomada e já assinou inúmeros desfiles e campanhas da Louis Vuitton, o que faz o elogio dela se ainda mais importante.

“Gostei de primeira do novo estilista, graças à sua paixão, entusiasmo e inteligência. Faz tempo que marca de luxo é romântica. Alessandro entregou o seu coração ao desfile e mostrou”, disse Suzy Menkes, crítica mor do mundo da moda.

“A impressão que ficou é que Alessandro Michele é pessoal no seu estilo, sem peso na consciência, e verdadeiro à sua estética. Na saída, alguém perguntou ao estilista se ele estava vestindo um novo cliente. ‘Sim, provavelmente. Eu não sei’, disse brilhantemente e blasé”, postou a revista “I-D”.

“A coleção foi uma evocação de excentricidade que ditou uma nova versão da Gucci, mais jovem e subversiva”, escreveu a revista de moda indie “Dazed and Confused”.

Para finalizar, Costanza Pascolato deu o seu veredicto para o Glamurama: “Na minha opinião, com a entrada de Alessandro, Gucci perdeu a rigidez e estilo pequena burguesa de Frida Giannini [ex-diretora criativa]. Ela ficou muitos anos apertando na mesma tecla e não renovou os acessórios. Alessandro tem uma mentalidade moderna, mais liberal. A mulher não é mais perfeita e intangível, existe a discussão da feminilização do traje masculino [se referindo ao estilo andrógino da coleção].

* Confira a primeira coleção feminina da Gucci assinada por Alessandro Michele. Ele também foi responsável pelo inverno 2015 da linha masculina.