15.09.2020  /  9:38

Especialista em reis e rainhas do Reino Unido acredita que a monarquia de lá poderá ‘morrer’ com Elizabeth II

Elizabeth II || Créditos: Reprodução

A monarquia britânica já passou por poucas e boas, e tá aí o #Megxit pra provar isso, mas talvez não “sobreviva” à morte da rainha Elizabeth II, na opinião do historiador e apresentador de televisão britânico Dan Snow. Um dos maiores especialistas em reis e rainhas do Reino Unido, ele disse em entrevista à “GQ” de lá que a atual chefe da Casa Real de Windsor já salvou a realeza em inúmeras ocasiões por ter se tornado uma figura de respeito junto aos seus súditos, mesmo aqueles mais republicanos, e que o sucessor natural dela – o príncipe Charles, que é herdeiro do trono desde os 3 anos – não goza do mesmo prestígio tão necessário para o importante e complicado trabalho que lhe aguarda.

Ainda de acordo com Snow, o pai dos príncipes William e Harry cometeu várias gafes ao longo da vida por falar abertamente sobre algumas de suas ideias a respeito de temas como política e meio ambiente, o que acabou rendendo ao “royal” alguns inimigos sedentos de vingança, sem falar em sua conturbada relação com a princesa Diana que o fez parecer um vilão em muitos momentos. A mãe dele, por exemplo, é conhecida por jamais deixar que os outros sequer imaginem o que se passa em sua cabeça, e esse seu lado mais diplomático a transformou numa figura serena e, por consequência, a livrou de muitos problemas no passado.

Snow também acredita que a pandemia de Covid-19 e a crise financeira que esta causou pode ter reacendido alguns sentimentos antimonárquicos que há anos estavam sob controle no Reino Unido. Isso porque muitos britânicos estão apertando o cinto devido à queda de renda que sofreram nos últimos meses ou que esperam sofrer ainda, e em razão disso os altos gastos para manter a família real de seu país voltaram a saltar aos olhos de alguns. O negócio é que muitos daqueles que torcem o nariz para os Windsors só não reclamam muito porque gostam de Elizabeth II, e por isso acabam dando um desconto para eles, mas a ausência da monarca de 94 anos pode mudar isso. (Por Anderson Antunes)