24.08.2019  /  8:56

Erika Januza desabafa sobre axilas escuras e dermatologista indica os melhores tratamentos

    Erika reparou nesse detalhe enquanto gravava a série Subúrbia e decidiu comentar com os fãs / Crédito: Instagram

Erika Januza resolveu fazer diferente e debater um assunto pouco comentado: axilas escuras. Em suas redes sociais, a atriz deu start ao projeto Me Conta, série de vídeos sobre temas variados que envolvem o universo feminino e outras questões. E a primeira conversa já foi cheia de revelações e dicas. “Falar de batom é fácil, negócio de perfumaria é mole… Quero ver expor o problema, falar da ferida aberta: axila escura! Tenho as axilas escuras e isso me incomoda”, desabafou.

Erika reparou nesse detalhe enquanto gravava a série “Subúrbia”, de 2012. “Isso é uma questão para mim. Nunca tinha percebido, até que em Subúrbia eu percebi, mas isso passou a me incomodar mais agora. A minha axila é mais escura que o tom da minha pele. A da minha mãe é mais uniforme, o mesmo tom da pele. Expus meu problema”, comentou. No vídeo, ela compartilha várias dicas que os seguidores enviaram, como o leite de magnésio, a argila branca e o uso da esponja natural.

Para ajudar, o dermatologista Gustavo Saczk dá algumas dicas de prevenção e tratamento para axilas escurecidas. “Você pode ter cuidados simples para evitar esse problema ou fazer com que ele desapareça mais rápido com tratamentos”, apontou. Portanto, siga o passo a passo!

Todo cuidado é pouco

Para o tratamento preventivo, comece pelo básico: evite depilações traumáticas e não use qualquer desodorante. “Se usar cera quente ou tiver muitas inflamações nos pelos com o uso de lâminas, isso pode causar um escurecimento no local. Nesses casos, a depilação a laser é a mais indicada. Já na hora de escolher o desodorante, tenha cuidado. Produtos que causam irritação local, seja por alergia ou alteração na temperatura, no caso dos aerossóis, também podem pigmentar as axilas. Opte sempre por produtos em creme”, explica o doutor.

Não existe milagre

Outros produtos que todos devem correr longe são os que prometem clareamento milagroso. Na maioria das vezes, não é bem assim. “Cuidado com produtos que prometem clareamentos milagrosos. O melhor no caso de clareamento para qualquer parte do corpo é ter um tratamento dermatológico correto”, revela o médico. Para isso, invista em procedimentos específicos para as axilas, como cremes clareadores, lasers e até peelings. “O creme clareadores é a estratégia mais em conta, com resultados vistos a partir do primeiro mês de aplicação. Em segundo temos o peeling, que precisará de sessões múltiplas para entregar um resultado. Geralmente recomendo cinco sessões com intervalos de 15 dias. E o procedimento mais caro dentre os três é o laser, com sessões mensais até o clareamento completo. Porém, muitas vezes uso mais de uma dessas armas ao mesmo tempo para combater o escurecimento axilar. Cada paciente deve ter seu próprio protocolo”.