Publicidade

Chega agora o "outro lado" de Charles Gavin, ex-baterista dos Titãs, que, conforme a gente contou aqui, deixou a banda na sexta-feira passada.

* Segundo Gavin escreve, tudo aconteceu de maneira "amigável, transparente, realizado sem ressentimentos ou mágoas, acertado da melhor maneira possível, respeitando história, amizade e as individualidades dos Titãs".

* No comunicado, ele também diz que o "afastamento se deve a um esgotamento físico e mental, provocado pelo que acontece quando uma banda como os Titãs alterna, ano após ano, álbuns e turnês". E que percebeu "que não estava feliz".

* De todo modo, Gavin diz que foi por indicação do Cesar, irmão dele, que o novo baterista foi colocado no posto. Isso dá a sensação que tudo ficou bem entre os integrantes que ficaram e o que saiu.

Titãs: despedida amigável

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR

Por que um jornal centenário apostou em Taylor Swift?

Por que um jornal centenário apostou em Taylor Swift?

Neste artigo, exploramos o fenômeno cultural que é Taylor Swift e como ela está moldando a indústria da música para a nova geração. Com base na recente decisão de um jornal de criar uma seção inteiramente dedicada a ela, discutimos seu impacto nos millennials e na Geração Z, sua influência política e sua trajetória para se tornar a primeira cantora bilionária construindo sua fortuna no mundo da música. Este é um olhar profundo sobre a carreira de uma das artistas mais influentes de nossa época.

Instagram

Twitter