Publicidade

É uma constatação meio mórbida, mas há provas: morrer dá lucro. E muito. Tanto assim que foi Michael Jackson o artista que mais vendeu produtos – CDs, DVDs, etc… – nos Estados Unidos durante os 365 dias de 2009.

* Os números vêm da Nielsen SoundScan, empresa respeitada que contabiliza vendas na indústria americana do disco. Segundo o relatório, o Rei do Pop vendeu nada menos que 8,2 milhões de itens no ano que passou – a esmagadora maioria deles, claro, naquele período entre a morte e o enterro do astro. Valeu, ao menos, como última homenagem.

Michael Jackson: engordando cofrinhos alheios

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR

Por que um jornal centenário apostou em Taylor Swift?

Por que um jornal centenário apostou em Taylor Swift?

Neste artigo, exploramos o fenômeno cultural que é Taylor Swift e como ela está moldando a indústria da música para a nova geração. Com base na recente decisão de um jornal de criar uma seção inteiramente dedicada a ela, discutimos seu impacto nos millennials e na Geração Z, sua influência política e sua trajetória para se tornar a primeira cantora bilionária construindo sua fortuna no mundo da música. Este é um olhar profundo sobre a carreira de uma das artistas mais influentes de nossa época.

Instagram

Twitter