28.09.2019  /  9:00

Entenda por que Hollywood cada vez mais se rende aos filmes baseados em séries de sucesso

Aaron Paul em cena de “El Camino”, a continuação de “Breaking Bad” na telona || Créditos: Reprodução

Tudo indica que os filmes sobre personagens dos quadrinhos e as refilmagens “live action” de desenhos icônicos da Disney logo, logo terão que dividir espaço com aquele que promete se tornar o novo gênero favorito dos produtores de Hollywood: os longas feitos sob medida para servir como ponto final de séries extintas que só deixaram saudades. A prova disso está em duas das produções mais hypadas desse ano, que são o elogiado filme baseado na série de época britânica “Downton Abbey” e o aguardadíssimo “El Camino”, uma espécie de conclusão mais bem elaborada de “Breaking Bad”, cujo último capítulo foi ao ar em 2013.

No caso da primeira, que estreou no último dia 13 nos cinemas de todo o mundo, o valor arrecadado até agora nas bilheterias superou os US$ 82,6 milhões (R$ 343,8 milhões), ante um orçamento de meros US$ 20 milhões (R$ 83,2 milhões). Já a segunda, que será lançada pela Netflix no próximo dia 11, deverá reunir mais uma vez o público fiel da série sobre as peripécias de um professor de química e seu aluno rebelde que resolvem juntar forças para criar um laboratório de metanfetamina.

Reciclar histórias que fizeram sucesso na telinha não chega a ser uma novidade em terras hollywoodianas, mas até então isso não era muito bem visto por muita gente que trabalha lá, e principalmente os atores, que em geral preferem exorcizar os personagens dos quais se despedem. Mas as coisas mudaram e, o mais importante para alguns, hoje os cachês oferecidos por estes serviços estão bem melhores do que no passado: Aaron Paul, por exemplo, embolsou US$ 4 milhões (R$ 16,6 milhões) para reviver em película o Jesse Pinkman de “Breaking Bad” que o tornou famoso, bem mais do que ele levava pra casa quando interpretava a versão televisia do personagem.

Para 2020, a grande novidade será o drama criminal “The Many Saints of Newark”, que servirá como uma prequel de “Os Sopranos” e tem estreia prevista para setembro do ano que vem. E nem precisa dizer que o grande sonho de todo mundo na meca do showbiz é convencer o elenco de “Friends”, que acaba de completar 25 anos de surgimento, a rodar um longa sobre a sitcom. O único porém é que a maioria de suas estrelas e astros não quer nem saber de ouvir falar na ideia… (Por Anderson Antunes)

*

Dá um play aí embaixo pra assistir o trailer de “El Camino”, que a Netflix lança no dia 11 de outubro: