22.12.2019  /  9:00

Endereço residencial mais caro do mundo fica em NY e tem apês “a partir” de R$ 101,9 milhões

Um trecho da Rua 57 de NY || Créditos: Reprodução

Que Quinta Avenida, que nada! O endereço residencial mais caro do mundo é a pouco conhecida mas nem por isso menos glamurosa Rua 57 de Nova York, que fica no miolo de Manhattan e está no topo de um levantamento recém-compilado pela imobiliária americana Douglas Elliman com as vias mais caras do planeta para se viver. Ocupada principalmente por prédios com altura a perder de vista, à exceção de alguns poucos menores que provavelmente em breve irão parar “na chon” para dar lugar a novos arranha-céus, a “street” já foi até apelidada de “Billionaires’ Row” (algo como “Ala dos Bilionários”), em razão da quantidade sem fim de membros do clube dos dez dígitos que moram ou têm apartamento lá.

Não por acaso, nenhum dos apês da 57 foi vendido nos últimos quatro anos por menos de US$ 25 milhões (R$ 101,9 milhões), sendo que o mais caro foi comprado no ano passado por Michael Dell, o fundador da fabricante de hardware Dell Techonologies. Com fortuna estimada em US$ 30,9 bilhões (R$ 126 bilhões), ele pagou US$ 100,45 milhões (R$ 409,5 milhões) por um andar inteiro do One57, tido como o edifício mais exclusivo do mundo, e o mesmo onde o falecido bilionário brasileiro Edson de Godoy Bueno comprou um apartamento de US$ 53 milhões (R$ 216,1 milhões) em 2015. Definitivamente, é para poucos mesmo! (Por Anderson Antunes)

A via já foi até apelidada de “Ala dos Bilionários” || Créditos: Reprodução