29.12.2019  /  11:27

Em um ano de escândalos reais e hollywoodianos, Glamurama lista os 8 maiores de 2019

O príncipe Andrew, que sempre adorou as manchetes, nesse ano finalmente as conseguiu || Créditos: Reprodução

Se fofoca boa é aquela que cruza os mares, as melhores de 2019 incluem desde uma “esposa desesperada” que quis bancar a boa mãe e no fim se deu mal ao caso de um astro da telinha que se passou de mocinho na frente de todo mundo e acabou pagando um preço bem alto por isso. E como recordar também é viver, Glamurama aproveita essa época de fim de ano pra relembrar os 8 maiores bafões dos últimos doze meses. E, sim, tem membro da família real mais famosa do mundo na lista… Aos nomes! (Por Anderson Antunes)

A atriz Felicity Huffman || Créditos: Reprodução

A prisão de Felicity Huffman

Quem diria que a Lynette Scavo de “Desperate Housewives” seria capaz de torrar US$ 15 mil (R$ 60,9 mil) só para garantir com aquele “jeitinho” básico a entrada da filha numa boa universidade dos Estados Unidos? Pois foi isso que fez Felicity Huffman, intérprete da personagem na extinta séria, lá por meados de março, quando chegou a ser presa por envolvimento em um esquema nacional de fraudes universitárias do qual confessou ter participado mais tarde. A atriz passou 11 dias atrás das grades por isso, e deverá ficar longe dos holofotes até a poeira baixar, o que pode levar anos e isso na melhor das hipóteses.

O ator Jussie Smollett || Créditos: Reprodução

O “caso” Jussie Smollett

E o que dizer de Jussie Smollett, que bem no comecinho do ano rendeu notícias por supostamente ter sido vítima de um ataque homofóbico, até que que se descobriu que o tal ataque na verdade pode ter sido orquestrado por ele mesmo? O Jamal Lyon de “Empire” só se livrou da prisão porque fechou um acordo do tipo “vamos-deixar-por-isso-mesmo-e-não-se-fala-mais-nisso” com as autoridades americanas, que retiraram as queixas por falsa denúncia de agressão contra o ator em troca do pagamento de uma multa e da prestação de serviços comunitários. Mas o empregão na série da “Fox” já era, né?

A apresentadora Gayle King e o cantor R. Kelly || Créditos: Reprodução

O escândalo sexual envolvendo R. Kelly

E no noticiário bafônico de 2019 também teve R. Kelly, que não é exatamente estranho às polêmicas mas nesse ano superou a si mesmo. Em janeiro, o canal americano “Lifetime” levou ao ar uma série documental em seis capítulos sobre as várias acusações de assédio e até de abuso sexual que há anos o perseguem, e que na ocasião deram o que falar porque existe um mundo antes e outro depois do #MeToo. Apontado até como membro de um culto sexual, o “rei do R&B” ainda cometeu a gafe imperdoável de brigar com Gayle King em rede nacional, lembrando que a apresentadora é ninguém menos que a melhor amiga de Oprah Winfrey. Ah, e ele foi preso duas vezes em um intervalo de dias por não pagar a pensão da ex-mulher.

O youtuber James Charles || Créditos: Reprodução

A “traição” de James Charles

Um dos maiores nomes do YouTube, o influencer James Charles foi do céu ao inferno nesse ano. Conhecido pelos vídeos com tutoriais de maquiagem que o transformaram em um astro do site de vídeos e também como um dos queridinhos de Anna Wintour, ele se envolveu em uma treta daquelas com sua mentora e ex-bff, a também influencer Tati Westbrook, por causa de um anúncio que postou em sua conta no Instagram em maio. Acontece que o produto promovido pelo youtuber era uma vitamina produzida pela maior concorrente de Westbrook, que também tem sua própria marca de suplementos, e daí já viu. O drama custou a ambos vários contratos e chegou a ser coberto pelo “The New York Times” como um dos maiores da história das redes sociais.

O jogador de basquete Tristan Thompson e a reality star Khlóe Kardashian || Créditos: Reprodução

A treta entre Khlóe Kardashian e Tristan Thompson

E onde tem bafo, pode apostar que tem uma Kardashian ou uma Jenner no meio. Em julho, a sister que causou foi Khloé Kardashian, e tudo por causa de um triângulo amoroso no qual ela e seu então namorado, o jogador de basquete americnao Tristan Thompson, se meteram. Recapitulando: juntos há pelo menos dois anos e às turras desde o primeiro “oi”, eles tiveram um filha juntos em abril de 2018, e em fevereiro foi revelado que durante a gravidez da menina o atleta traiu a reality star com Jordyn Woods, que por sua vez é (ou era) a melhor amiga de Kylie Jenner, meia-irmã de Khloé. Conseguiu acompanhar? Pois é, até hoje ninguém entendeu muito bem o que rolou entre todos eles. Mas Khloé e Thompson terminaram de vez pouco tempo depois do escândalo, enquanto a caçula das Jenners tava mais preocupado em ser bilionária.

A cantora Taylor Swift e o produto Scooter Braun || Créditos: Reprodução

A briga entre Taylor Swift e Scooter Braun

A celebridade mais bem paga do mundo em 2019 poderia ter ganhado uns trocados extras se não tivesse perdido parte de seu catálogo para um antigo rival. Sim, é de Taylor Swift que estamos falando, e do bafafá que a cantora causou em julho quando acusou seu antigo empresário e atual maior desafeto, Scooter Braun, de ter lucrado alguns milhões com a venda dos direitos musicais dos primeiros álbuns dela para o Universal Music Group. As cifras em jogo são volumosas – coisa de uns US$ 300 milhões (R$ 1,22 bilhão) – e uma briga judicial entre os dois ainda está em curso nos tribunais americanos. Braun afirma ter recebido até ameaças de morte por causa do imbróglio, que ainda deverá render muita notícia.

A atriz Scarlett Johansson || Créditos: Reprodução

Aquela declaração de Scarlett Johansson…

Até tu, Scarlett Johansson? A Viúva Negra de “Vingadores: Ultimato” declarou em uma entrevista que deu na época do lançamento mundial da superprodução, em abril, que como atriz “se acha no direito de interpretar qualquer pessoa, qualquer árvore ou qualquer animal” porque isso faz parte de seu trabalho. Não pegou nada bem, já que dias antes ela tinha sido citada como uma das favoritas para interpretar um transexual em um filme que ainda está em desenvolvimento, o que gerou críticas da comunidade LGBT, que queria ver um transexual de verdade ganhando o papel. ScarJo se viu obrigada a abrir mão de qualquer participação no projeto a fim de evitar maiores dores de cabeça e mais tarde se desculpou pelo que disse.

O príncipe Andrew || Créditos: Reprodução

A “pisada de bola real” do príncipe Andrew

Ninguém nunca esperou muita coisa do príncipe Andrew, afinal ele é só o terceiro filho da rainha Elizabeth II e ocupa atualmente a distante oitava posição na linha de sucessão da monarca. Mas daí a se envolver em um escândalo sexual que virou caso de polícia nos Estados Unidos é um pulo e tanto, ainda mais quando o principal acusado de ter cometido os piores crimes é um multimilionário que se suicidou na cadeia – Jeffrey Epstein, de quem Andrew já foi bff. A rainha, que adora o pai das princesas Beatrice e Eugenie, não teve outra escolha a não ser castigar o herdeiro que sempre adorou estampar manchetes na frente de todo mundo, cortando-lhe os privilégios reais e praticamente o “demitindo” da família real. E dizem que o #AndrewGate está apenas começando, o que indica que o 2020 de Sua Alteza Real será ainda mais agitado.