08.12.2017  /  8:00

Em preview da Art Basel em NY, DiCaprio evita os flashes e pechincha quadro de Basquiat

Leonardo DiCaprio || Créditos: Getty Images

Enquanto no mundo das artes o assunto do momento é a revelação, feita pelo “The New York Times” na quarta-feira, de que foi o príncipe saudita Bader bin Abdullah bin Mohammed bin Farhan al-Saud que pagou o valor recorde de US$ 450 milhões (R$ 1,48 bilhão) pelo quadro de Leonardo Da Vinci “Salvator Mundi”, leiloado no mês passado, Leonardo DiCaprio passou o dia em um preview da Art Basel de Miami que rolou em Nova York.

Acompanhado da entourage de amigos com quem sempre é visto quando está na cidade, o astro americano ficou encantado com o quadro “Wire”, pintado por Jean-Michel Basquiat em 1983, que está à venda por US$ 850 mil. Insatisfeito com o preço, Leo fez de tudo para conseguir um desconto, sempre com a ajuda de uma consultora de arte particular, mas até onde se sabe, sem sucesso.

Segundo o “New York Post”, o vencedor do Oscar de Melhor Ator por “O Regresso” baixou na galeria Van de Weghe da Madison Avenue, onde aconteceu a mostra. Os paparazzi presentes que tentavam se aproximar dele para roubar um clique eram avisados pelos organizadores que teriam suas câmeras e credenciais confiscadas caso o fizessem.

Leo, que é dono de uma coleção de arte contemporânea bastante eclética e considerado um dos maiores experts no assunto em Hollywood, não foi o único famoso que compareceu ao evento exclusivo da Art Basel na Big Apple. Brad Pitt, o modelo Frederique van der Wal e o ex jogador de basquete Amar’e Stoudemire também passaram por lá.

Em tempo: sobre a tela multimilionária de Da Vinci arrematada por Farhan al-Saud – que Leo, aliás, fez questão de ver de perto antes do leilão: ela será exibida permanentemente no Louvre de Abu Dhabi, conforme o próprio museu confirmou em sua conta oficial no Twitter, porém sem especificar uma data de estreia. (Por Anderson Antunes)