28.04.2015  /  17:17

Em perfil de Gisele, The Washington Post fala com Joyce Pascowitch

nota_gi
A despedida de Gisele Bündchen das passarelas no Brasil || Créditos: Getty Images

Gisele Bündchen por brasileiros. Foi este o perfil da top que Don Phillipps, correspondente do “The Washington Post” no Rio, publicou nessa segunda-feira, sob o título “Porque os brasileiros vão mesmo sentir a falta da supermodel Gisele”, aproveitando o momento de aposentadoria das passarelas da modelo. Entre os entrevistados, Joyce Pascowitch, que ressaltou o toque de Midas da modelo: “Tudo que a Gisele faz, vende”.

Phillipps foi atrás das origens de Gisele, criada na pequena cidade de Horizontina com uma educação exemplar por parte dos pais descendentes de alemães.E são estes fatores que Phillipps atribui à imagem família conquistada pela modelo. Mais entrevistados? As “colegas” Fernanda Tavares e Michelle Provensi, a ex-empresária Monica Monteiro, que liga a aparição de Gisele no mercado de moda ao fim do look “heroin chic” e a consultora para marcas da Interbrand Daniella Bianchi, que afirma Gisele representar “a mulher brasileira contemporânea, que trabalha e tem a sua família”. Paixão nacional!