23.02.2018  /  11:15

Em papo com Glamurama, Luciana Gimenez fala sobre nova vida de Lucas Jagger, redes sociais e mais

Luciana Gimenez na Casa Glamurama na tarde dessa quinta-feira || Créditos: Glamurama

Poucas pessoas no showbiz vivem de maneira tão livre, leve e solta quanto Luciana Gimenez, sempre dona de suas opiniões, ideias e certas maluquices que a gente adora. Mas por trás do estigma de estrela tem uma supermãe, daquelas que se desespera em pensar em ter os filhos longe.

No fim da tarde dessa quinta-feira a apresentadora fez uma visita à Casa Glamurama. Papo vai, papo vem, Luciana já lançou na roda uma situação hilária que rolou em sua família recentemente, quando uma fake news deixou sua mãe, Vera Gimenez, em choque. “Minha mãe leu em um site que o Lucas tinha arranjado um namorado e me ligou imediatamente dizendo: “Como assim? Não sabia nem que ele tava namorando, e é um rapaz? É muita informação.” Eu tive que acalmá-la: “Mãe, respira! Na verdade ele tá namorando e é uma menina, mas se fosse um rapaz, tudo bem também, a gente prefere uma pessoa legal.”

Além da nova norinha, Luciana também já está lidando com a ideia de ter o filho longe de suas asas. O garoto, que completa 19 anos em maio, está decidido a cursar faculdade fora do Brasil, apesar de não ter decidido onde, e isso deve acontecer em junho desse ano. “Lucas pretende estudar Branding, mas ainda não sabe muito bem o que quer. Ele vai fazer uma faculdade que possa escolher as matérias que gosta. Meu filho é muito esperto, tem uma linha de roupa e tal, é visionário, não gosta de coisas quadradas. Já o Lorenzo é ótimo com números”, derrete-se a mãe.

Na opinião dela o garoto vai amadurecer realmente só quando sair de casa.  “Lucas não consegue botar moeda para lavar roupa e me liga para perguntar o tamanho da cueca para comprar. Eu tenho que cortar as unhas dele, é criança… Vai crescer quando for morar sozinho. E quando isso acontecer eu vou surtar um pouco mas fazer o que, cresceu, né?”

Uma carreira musical para Lucas como a do pai, Mick Jagger, foi descartada por Luciana, pelo menos por ora. “Ele é muito musical, mas acho que foge um pouco disso por causa do clichê de ser Lucas Jagger! Toca superbem. Sem contar que tem certeza que é afrodescendente… Ele se olha no espelho e diz isso. Adora tudo que tem a ver com a cultura afro: roupa, música… E o pequenininho tá igual!” (risos)

Miss u! Saudades @lucasjagger

Uma publicação compartilhada por Luciana Gimenez 🦄 (@lucianagimenez) em

LOVERS X HATERS 

Bastante popular e ativa nas redes sociais, contou que o que mostra no Instagram é exatamente o que rola na vida real. “Minhas postagens não são nada programadas, são aleatórias, talvez eu não seja a pessoa mais correta nas redes sociais. Não faço Facetune (app de edição de fotos), não tenho paciência pra hashtags… Só acho legal essa conexão direta e quando gosto da pessoa, eu ajudo. Outro dia apareceu uma garota que estava precisando de uns livros e eu mandei pra ela.”

Já com os haters, a paciência de Luciana é zero. “Eu bloqueio porque não quero me irritar, é uma energia ruim. Na verdade o hater é um fã que se der uma atençãozinha ele volta, mas não tenho saco não.” Ao contrário de outros detentores de mais de um milhão de seguidores, que mantém um funcionário apenas pra mexer em suas redes sociais, Luciana faz tudo de próprio punho. “Sou eu que posto, que respondo, mas ultimamente tenho tentado deletar umas pessoas e o aplicativo diz que não pode, não entendo, não consigo”, reclama.

Mais um dia no escritório 😂🦄😜 !!

Uma publicação compartilhada por Luciana Gimenez 🦄 (@lucianagimenez) em

FIT, MAS NEM TANTO 

Luciana, 48 anos, contou que está há cinco semanas sem malhar e que, apesar de ter memória muscular, já que se exercita desde os 15 anos, anda sentindo os efeitos da gravidade. “A gente sente quando vai ficando mais velha.” Quem a segue sabe o quanto ela adora chocolate e é para ele que corre quando está com os nervos a flor da pele. “Hoje comi [chocolate] porque estava tensa. Minha dieta não é tão boa assim, mas eu não bebo, porque não gosto mesmo, e isso já ajuda.”