18.05.2018  /  11:14

Em novo doc, assistente e irmão de Whitney Houston afirmam que a cantora foi molestada na infância

Whitney Houston || Créditos: Getty Images

Whitney Houston foi molestada por uma prima quando era criança, de acordo com um documentário sobre sua vida que ganhou première no Festival de Cannes, nessa quinta-feira. Segundo a assistente pessoal de longa data da artista, a agressora seria Dee Dee Warwick, irmã da cantora Dionne Warwick. A produção estreia em circuito comercial no começo de julho.

Dee Dee, que na época dos crimes era 18 anos mais velha que Whitney, morreu em 2008. Os abusos teriam acontecido nos anos em que Cissy Houston, mãe dela, viajava a trabalho como “back up singer” de estrelas como Aretha Franklin. Irmão da falecida cantora, Gary Garland-Houston colocou mais lenha na fogueira ao relatar no filme que sofreu agressões sexuais quando tinha entre 7 e 9 anos de outro parente, que também teria abusado da diva dos palcos.

Tudo teria acontecido nos anos em que Cissy Houston, mãe dos dois, viajava a trabalho como “back up singer” de estrelas como Aretha Franklin, o que em parte explica porque Whitney sempre relutou em fazer turnês sem levar a filha Bobbi Kristina Brown junto. A jovem morreu em 2015, aos 22 anos, depois de uma overdose acidental causada por álcool e medicamentos controlados.

Intitulado simplesmente “Whitney”, o longa foi dirigido pelo escocês Kevin Macdonald, que contou com total apoio da família da cantora, que morreu em 2012, aos 48 anos. O cineasta afirma que teve a ideia realizar o projeto para imortalizar na telona a imagem dela como uma grande artista, e não como uma celebridade problemática como no fim acabou sendo mostrada por parte da mídia. (Por Anderson Antunes)