08.01.2020  /  9:55

Em meio a crise sem precedentes, Barneys é alvo de ataque cibernético. Aos detalhes!

O principal endereço da Barneys em Nova York, na Quinta Avenida || Créditos: Reprodução

Não bastasse a situação financeira delicada pela qual a Barneys New York está passando, com o fechamento de pontos de venda e demissões em massa, dias atrás aquela que já foi uma da maiores redes de lojas de departamentos do Estados Unidos ainda foi vítima de um ataque cibernético que a impediu de processar sua folha de pagamentos. A Barneys só informou seus funcionários sobre o problema na quinta-feira, que é o dia de pagamento deles, mas não deu muitos detalhes além de dizer que os cheques da turma não seriam enviados. Desconfiados, alguns nem sequer apareceram para trabalhar no dia seguinte.

A situação, no entanto, deverá ser normalizada até o fim dessa semana, e para evitar maiores insatisfações a direção da Barneys ordenou que os gerentes de suas poucas lojas ainda existentes paguem pelo almoço de suas respectivas equipes. Como Glamurama contou no começo de novembro, a Barneys foi vendida ao Authentic Brands Group em um negócio avaliado em US$ 271,4 milhões (R$ 1,1 bilhão), depois de ter seu pedido de falência aceito pela justiça americana.

Na mesma ocasião foi anunciado que cerca de dois mil funcionários da icônica varejista perderiam seus empregos nos meses seguintes, e a maioria sem ter garantido os direitos de levar pra casa qualquer tipo de indenização e possivelmente correndo o risco de não receber integralmente os valores referentes a seus planos de previdência privada. A Barneys foi fundada em 1923 por Barney Pressman, e seu principal endereço sempre o número 575 da Quinta Avenida, em Nova York, que inclusive é considerado um point de turismo na cidade. (Por Anderson Antunes)