14.05.2020  /  11:52

Em meio à crise gerada pela pandemia, Louis Vuitton abre seu primeiro restaurante em Osaka

A loja da LV em Osaka, no Japão || Créditos: Reprodução

Apesar da pandemia de Covid-19 ter acertado em cheio as projeções de crescimento continuado das principais marcas de luxo do mundo, a Louis Vuitton não se intimidou pelo atual cenário econômico ruim e inaugurou, nessa semana, seu primeiro restaurante em Osaka, no Japão, justo um dos países asiáticos mais afetados pela crise do novo coronavírus, e também o primeiríssimo dentro de uma de suas lojas próprias.

Problemas à parte, o Maison Osaka Midosuji abriu as portas na última terça-feira dentro da conceituada loja da LV construída para lembrar um veleiro em pleno centro comercial da cidade japonesa, um dos principais points de encontros de fashionistas em toda a Ásia.

Com decoração moderna mas sempre pensada para lembrar os produtos da maison francesa, o restô é capitaneado pelo chef Yosuke Suga, um discípulo de Joël Robuchon e também dono do Sugalabo de Tóquio, onde conseguir uma reserva é missão apenas para os mais determinados.

No menu do Osaka Midosuji há desde o clássico croque-monsieur, que é servido em miniaturas, a pratos mais elaborados, ao exemplo da lagosta com curry doce e couve-flor coberta por capim-limão e acompanhada de arroz pra ser comido com as mãos, tal como fazem os japoneses.

Além de estar super em alta entre o povo da moda, Osaka aos poucos também vai se tornando um dos novos destinos gastronômicos mais badalados do circuito internacional. Some-se a isso o fato de que os clientes mais fiéis (e os que mais gastam) da LV são justamente os japoneses, e prestigiá-los nesse momento difícil do qual nem Bernard Arnault escapou é algo apenas natural. (Por Anderson Antunes)

O interior do restô comandado pelo chef Yosuke Suga || Créditos: Reprodução