08.06.2020  /  21:04

Em live com Joyce, o neurocientista Sidarta Ribeiro desabafa: “Existem modelos matemáticos sobre o que pode acontecer nos próximos dois meses que são assustadores!”

Joyce em ‘live’ com Sidarta Ribeiro // Reprodução

Neurocientista de renome internacional, professor titular e vice-diretor do Instituto do Cérebro da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Sidarta Ribeiro é um dos grandes cérebros do país. Por essas e outras, fez uma das ‘lives’ mais bacanas e esclarecedoras da série comandada por Joyce Pascowitch. Inúmeros assuntos altamente relevantes foram discutidos, desde a pandemia até política, passando por especialidades de Sidarta, como os sonhos, a importância da ciência para a evolução de qualquer país e a descrença generalizada com o atual governo.

Pandemia e política
‘Estamos passando por um evento catastrófico. Desde Dom João VI que o estado brasileiro alterna fases de estagnação com fases de conquistas. Só que aí chega o (presidente Jair) Bolsonaro, que, na minha opinião, está na categoria de lesa-pátria. Para mim, ele ainda será julgado pela história da maneira mais dura possível. Bolsonaro é um péssimo governante, sob qualquer ângulo. Se agora na pandemia ele tivesse apenas seguido o que a OMS indica, teria dado uma limpada na biografia dele. Temos cientistas incríveis, com grande experiência em epidemias… é muito trágico um desgoverno desses. Vai além de ser um governo conservador, de ser um governo opressivo de direitos popular… vai além… é um governo genocida. Existem modelos matemáticos sobre o que pode acontecer nos próximos dois meses que são assustadores.’

Curva de crescimento
‘A gente sabe do que tá falando. Se você não consegue curar ou vacinar, tem que impedir o colapso do sistema de saúde. Achatar a curva é o básico. Distanciamento social e muita grana do governo, dos bancos e das empresas para manter as pessoas em casa e consumindo. Só que fizeram tudo errado. Deram um auxilio ridiculamente pequeno, que acabou chegando para as pessoas erradas. Fez com que nosso isolamento fosse ruim e está piorando. Não chegamos ao pico da pandemia e como já estão afrouxando as medidas de confinamento? Essa tática de ocultar dados, fingir que não é importante, é um perigo. É necessário corrigir esse grande equivoco que foi colocar Bolsonaro na presidência. Ele já provou ser um psicopata.’

Para conferir a entrevista completa, dá o play no vídeo que está disponível nas nossas redes sociais e, a partir de agora, também no canal do Glamurama no Youtube: