05.10.2018  /  11:13

Em entrevista, Gisele entrega detalhes de seu primeiro encontro com Tom Brady: “Sugeri um drink… Isso pode levar três minutos ou duas horas”

Gisele no programa  “The Tonight Show Starring Jimmy Fallon” || Créditos: Getty Images

Gisele, uma das poucas brasileiras a ter a licença de ser chamada apenas pelo primeiro nome, foi ao talk show “The Tonight Show Starring Jimmy Fallon” na noite dessa quinta-feira para falar sobre “Lessons: My Path to a Meaningful Life”, sua nova autobiografia, lançada nessa terça-feira, e acabou contando outras boas histórias.

Sua presença parou as máquinas! Ela estava deslumbrante a bordo de um vestido mídi, preto, e com gola alta de Haider Ackermann, estilista colombiano baseado na França que tem também entre suas clientes Tilda Swinton. A peça, que marca a chegada do frio nos Estados Unidos, está à venda no Net-A-Porter por 695 libras (R$ 3.500), e foi combinada pela brasileira com sandália de salto fino.

Aos 38 anos, a top deu show de bom humor. Antes de ingressarem no papo sobre o livro, Fallon perguntou a ela como havia conhecido Tom Brady – ótima pergunta para quebrar o gelo no início de uma entrevista em se tratando de Gisele. Foi aí que o stand-up começou: “Por uma razão divertida, todo mundo queria encontrar um namorado para mim. Já estava indo para o meu terceiro encontro às cegas, e os dois primeiros duraram 1h30 – e eu só ficava pensando: ‘como vou sair daqui, onde está a minha comida?’ E o terceiro foi Tom. Sugeri que saíssemos para um drink porque, você sabe, um drink pode levar três minutos ou duas horas.” Nessa hora, a plateia e o apresentador caíram na gargalhada com Gisele mostrando como se bebe lentamente um cocktail ou como vira tudo de primeira. “Mas, quando vi aqueles olhos gentis, eu literalmente me apaixonei. Ele é tão fofo – você sabe o quanto ele é fofo!”, falou, se dirigindo ao apresentador, que entrou na brincadeira. “Eu me apaixonei por ele também!” A resposta da gata? “Eu entendo!” (assista abaixo).

Depois, o papo se virou para o livro, e ficou mais sério, quando a top falou sobre a importância das relações com pessoas em sua vida: “A qualidade da sua vida depende das suas relações”, e sobre a forma como “tudo onde você concentra a sua atenção, flui” citando algumas das “muitas lições” que passa no livro. Em outro ponto alto da conversa falou de meditação, ensinando na prática uma respiração que pode ser feita em casa e dura de 5 a 10 minutos.

Além disso, um novo trecho do livro veio à tona nessa quinta-feira: em um de seus capítulo mais reveladores, Gisele confessa ter caído no choro minutos antes de cruzar a passarela do desfile de Alexander McQueen, em 1998, de topless. Na época, com apenas 18 anos, foi salva por uma assistente que teve uma ideia nada convencional. “Assim que a maquiadora Val percebeu a situação, disse que pintaria uma “blusa” usando maquiagem branca”, escreveu a modelo. Ainda na publicação, a top revela que aquele foi o primeiro grande desfile para qual foi aceita, em um momento que já estava desacreditada por seu inglês “limitado”, e só descobriu o look – composto por apenas uma saia – quando chegou ao camarim. Em pânico, disse que o primeiro pensamento era a decepção que aquilo causaria em seus pais se vissem as fotos do desfile.

Gisele desfilando de topless para Alexander McQueen em 1998 || Créditos: Reprodução

O livro está à venda no site da Amazon por R$ 110. No Brasil será lançado em novembro, com a presença da top, pela editora Bestseller.

Descoberta aos 14 anos pela agência Elite enquanto fazia uma refeição rápida e calórica em um McDonald’s de São Paulo. Em 1997, foi morar em Nova York e, em 2000, passou a integrar o time de Angels da Victoria’s Secret. Desde 2002, integra a lista de modelos mais bem pagas do mundo.