30.09.2020  /  12:16

Elon Musk afirma que não quer ser vacinado contra a Covid-19 e ainda cutuca Bill Gates

Elon Musk || Créditos: Reprodução

Não incluam Elon Musk entre os mortais que não veem a hora de serem vacinados contra o novo coronavírus. Durante uma participação em um podcast do “The New York Times” nessa terça-feira, o co-fundador da Tesla afirmou categoricamente que nem ele e muito menos seus filhos tomarão a vacina da Covid-19 quando esta for lançada porque sua família, na opinião dele, não está em nenhum grupo de risco.

No mesmo bate papo no qual foi entrevistado pela jornalista Kara Swisher, Musk também classificou a quarentena imposta pela doença mais ameaçadora do momento como “uma situação sem vencedores” que o fez perder um pouco de sua fé na humanidade. “Isso [a quarentena] é antiético e nada mais é do que uma prisão domiciliar coletiva”, reclamou o bilionário.

Confrontado por Swisher com a possibilidade de que muitas pessoas poderiam morrer se não cumprissem o isolamento social, Musk retrucou dizendo que “todo mundo morre”. “O correto seria isolar apenas os integrantes dos grupos de risco até que a tempestade acabasse, reduzindo assim os prejuídoz na economia”, sugeriu o namorado da cantora canadense Grimes.

Já sobre as críticas que recebeu de Bill Gates recentemente – o co-fundador da Microsoft afirmou que suas visões sobre curas de doenças são “burras” e que seu colega no clube dos dez dígitos se perde “por estar envolvido em muitos projetos ao mesmo tempo” – Musk respondeu dizendo que entende do assunto, já que a Tesla fabrica máquinas produtoras de vacinas para a gigante alemã CureVac. (Por Anderson Antunes)