21.02.2021  /  8:30

Elliot Page chega aos 34 anos cheio de projetos e filme com cenas gravadas na Amazônia

Elliot Page
Elliot Page || Créditos: Reprodução

Elliot Page completa 34 primaveras nesse domingo, mas quem ganha presente são os fãs dele. Isso porque acaba de ser definido que o próximo trabalho do ator em uma produção de ficção chegará aos cinemas no ano que vem: trata-se da animação em 3D “Naya Legend of the Golden Dolphin”, ainda sem título em português e cuja data de estreia original, para o ano passado, foi adiada por causa da pandemia. Dirigido e produzido por Jonathon Kay, o filme que teve cenas gravadas na Amazônia brasileira conta a história da golfinha Naya, que é enviada pelo pai em uma missão pelos oito cantos do mundo a fim de juntar todos os golfinhos do planeta em uma última tentativa para salvá-lo, e portanto ainda o mostrará em sua fase como Ellen Page.

Com trilha sonora que inclui faixas dos Rolling Stones (“Beast of Burden”), de John Lennon (“Imagine”) e da banda The Everly Brothers (“All I Have to Do Is Dream”), o longa é tido como aquele tipo de desenho feito mais para os adultos do que para as crianças, e ainda conta com Kate Winslet, Whoopi Goldberg, Isabella Rossellini, Gerard Butler, Owen Wilson e James Franco no elenco de dubladores. Já a personagem principal será dublada por Quvenzhané Wallis, que em 2012 entrou para a história ao se tornar a primeira pessoa nascida no século 21 que recebeu uma indicação ao Oscar (por “Indomável Sonhadora”).

Nos últimos tempos, Page tem dado preferência aos documentários e no ano passado até co-dirigiu junto com Ian Daniel “There’s Something in the Water” (“Tem Alguma Coisa na Água”, em tradução livre), que aborda o racismo ambiental sofrido pelas populações negra e indígena do Canadá. Ele também cogita voltar ao ar em mais uma temporada de “Gaycation”, a série documental do canal Viceland que explora a cultura LGBTQ de várias partes do mundo. E também são grandes as chances de que a astro multimídia apareça novamente na próxima temporada de “Tales of the City”, série na Netflix estrelada por Laura Linney, dessa vez no papel de alguém do gênero com o qual se identifica. Clap, clap, clap! (Por Anderson Antunes)