19.06.2014  /  8:00

Efeito sanfona: o inimigo de muitas starlets… E glamurettes. Como combater?

Por Michelle Licory

Britney Spears, Christina Aguilera, Mariah Carey e tantas outras estrelas sofrem – ou já sofreram – com o efeito sanfona. E olha que elas contam com uma entourage imensa, com nutricionista, personal trainer e mais qualquer profissional que desejarem sempre à disposição. Imagina nós, glamurettes “normais”… Estamos mais sujeitos a essa oscilação de peso, né?

Principalmente quem faz aquelas dietas mirabolantes , deixando o metabolismo desregulado. A gente foi pegar dicas para ninguém precisar mais passar por isso com Alessandra Almeida, da Clínica Andrea Santa Rosa Garcia, no Rio. Anote!

1 – “Evitar o jejum prolongado. Ainda vejo as pessoas insistirem em várias horas sem se alimentar. Além do estresse, muito tempo sem comer eleva o nível de um hormônio chamado cortisol, que age antagonicamente a serotonina, um neurotransmissor envolvido no centro da fome e saciedade, responsável também pelas sensações de bem estar, tranquilidade e felicidade. O cortisol também é responsável por acumular gordurinhas a mais na região abdominal, aumentando o risco de doença cardiovascular. Nosso intervalo de refeições deve ser em torno de 3 horas.”

2 – “Ingerir bastante água, favorecendo a eliminação de toxinas que podem se alojar nas células de gordura. Isso influencia no emagrecimento.”

3 – “Consumir fibras, que além de ajudarem no trânsito intestinal, auxiliam na eliminação de gordura e melhoram a saciedade.”

4 – “Não deixar de consumir carboidratos complexos nas refeições. Ao contrário do que muitos pensam, restringir demais esse grupo de alimentos pode comprometer sua massa magra (músculos). Dietas restritivas sem orientação de um profissional da área são perigosas. Os carboidratos têm a importante função de fornecer energia para o bom funcionamento do corpo, principalmente para o cérebro. Assim, quando reduz-se a quantidade de carboidratos oferecida na dieta, o corpo utiliza-se de outros meios para produzir energia, dentre eles a retirada de glicogênio muscular e não hepático para produzir energia. Com o passar do tempo, geramos os chamados corpos cetônicos, que reduzem o pH sanguíneo, favorecendo o acúmulo de toxinas, deixando nosso sangue mais ‘poluído’.”

5- “Equilibrar a dieta em macro e micronutrientes, isso quer dizer que quanto mais colorida e variada for sua alimentação, mais vitaminas e minerais você estará ingerindo. Isso favorece nosso equilíbrio orgânico do corpo, evitando o efeito sanfona.”

Pra terminar, quer uma receitinha milagrosa pra matar a fome sem se arrepender depois? Alessandra dá!

* Mix de farelos para saciedade: 1 colher de sopa de quinua em flocos + 1 colher de sopa de semente de chia +1 colher de sopa de gojiberry + 1 colher de sopa de farelo de aveia + 2 colheres de sopa de amêndoas trituradas. Rendimento: 4 porções. Esse mix ajuda a aumentar a saciedade das refeições por ser fonte de fibras, gorduras boas e antioxidantes.”

Aqui embaixo, uma galeria de fotos com mocinhas famosas que já foram vítima do efeito sanfona. Gente como a gente!