13.05.2020  /  11:03

Efeito da quarentena! Buscas de “como cortar o cabelo em casa” cresceram 300% no Google em um mês

Tesoura neles || Créditos: Reprodução

O cabelo tem sido uma das “vítimas” da quarentena. É que com os longos períodos em casa, as pessoas têm se aventurado nas tesouras e nas maquininhas para dar aquela renovada no visual, nem sempre com um bom resultado, mas com boa intenção. Prova disso, é que dados do Google Trends indicam que, entre março e abril deste ano, as buscas pelo termo “como cortar o cabelo em casa” cresceram 300% e de “como cortar o cabelo masculino” aumentarem em 350% no Brasil.

E as mudanças não param por aí: “como pintar o cabelo sozinha” aumentou 120%, além de ser considerada a vontade de clarear o cabelo de forma natural, que também apareceu com destaque nas pesquisas online: “Para não errar, o melhor é retocar o cabelo no mesmo tom de sempre e não tentar fazer nada muito radical”, indica Virgínia Barbosa, hairstylist do All Things Hair, que ainda deu três dicas para quem está com vontade de cortar o próprio cabelo: “Uma boa tesoura, pente fino e prendedores de plástico”, diz. Além de bom senso, claro!

*Em tempo: nessa segunda-feira, o presidente Jair Bolsonaro editou um novo decreto que inclui academias, salões de beleza, cabeleireiros e barbearias entre as atividades essenciais durante a pandemia, dando o aval para a reabertura destes estabelecimentos. Mas, seguindo determinações do Supremo Tribunal Federal, são os governos estaduais e municipais que decretam o funcionamento – ou não – dos estabelecimentos considerados ‘essenciais’