21.07.2021  /  17:44

Duas décadas depois, espetáculo que mostra a ambiguidade de Greta Garbo retorna aos palcos paulistas

Créditos: Marisa Pereirinha

Depois de 20 anos e com mais de 1.800 apresentações em 320 cidades de nove países e 14 prêmios internacionais, o espetáculo “Olhares de perfil – O mito Greta Garbo” volta aos palcos paulistas. Com estreia marcada para o último sábado de julho, às 20h, no Teatro Commune, a peça tem direção de Roberto Cordovani, que também está no elenco ao lado dos atores Ruben Gabira e Alan Ferreira. Sucesso de público e crítica, Cordovani (que interpretou o vilão Sebastião Quirino na novela “Novo Mundo”), escreveu o espetáculo juntamente com a autora argentina Alejandra Guibert, e usa a figura de Greta Garbo para falar sobre ambiguidade.

A peça, que estreou em 1987, na cidade de Vigo, região espanhola da Galícia, não é biográfica e muito menos um tributo à atriz sueca, que se tornou famosa por sua imagem enigmática. Para o diretor, “‘Olhares de Perfil – O mito Greta Garbo’ é um espetáculo sedutor”, e acrescenta: “Greta Garbo não podia ser personagem mais adequada para se falar sobre a homossexualidade. Ela era homossexual, mas Hollywood a apresentava como uma mulher fatal. Politicamente, tinha ideais revolucionárias de esquerda, mas trabalhava para a máquina capitalista do cinema norte-americano. Até hoje se especula porque ela abandonou as telas e a vida pública em 1941, vivendo de maneira reclusa até 1990, quando morreu, em Nova York”.

A temporada, que inicia no próximo dia 31, vai até 17 de outubro com apresentações aos sábados, às 20h, e aos domingos, às 19h. Com duração de 80 minutos, as sessões são presenciais e os ingressos custam R$60 e R$30 para meia-entrada. Para garantir o seu, basta acessar a bilheteria online Sympla ou reservar através do telefone (11) 97768-8263.