Travis Kalanick discute com motorista do Uber

Travis Kalanick discute com motorista do Uber || Créditos: Getty Images/Reprodução/Bloomberg

Dono do Uber perde as estribeiras…. a bordo de um Uber! Entenda!

01.03.2017  /  11:43

Travis Kalanick discute com motorista do Uber || Créditos: Getty Images/Reprodução/Bloomberg
Travis Kalanick discute com motorista do Uber || Créditos: Getty Images/Reprodução/Bloomberg

Cofundador e CEO do Uber, Travis Kalanick viveu momentos de tensão em uma corrida com um motorista do aplicativo na qual embarcou no início do mês. Em um vídeo divulgado pelo canal de notícias econômicas “Bloomberg” na terça-feira, o bilionário aparece discutindo com o motorista Fawzi Kamel, que o levou do hotel onde ele estava hospedado em Houston, no Texas, para o estádio que serviu de palco para o Super Bowl deste ano, no dia 5 de fevereiro.

No vídeo, que foi gravado pelo próprio motorista, Kalanick aparece no banco de trás de um carro, acompanhado de duas mulheres. A câmera de Fawzi estava no painel do veículo, e ele a mantém ligada por questões de segurança. Em um determinado momento da gravação, uma das mulheres comenta com Kalanick que o último ano foi bastante difícil para o Uber, e em resposta o bilionário retruca dizendo que quando as coisas são fáceis é porque as pessoas não estão se esforçando.

Foi nesse momento que Fawzi entrou na conversa, se queixando dos preços cada vez mais baixos que o Uber cobra em suas corridas, o que acaba afetando o bolso dos motoristas. “Vocês estão aumentando a qualidade [dos serviços] e baixando os preços”, ele argumenta. Kalanick até tenta explicar o problema, alegando que é culpa da concorrência, mas Fawzi parece inconsolável. “Por causa de vocês eu perdi US$ 97 mil (R$ 301,9 mil) e fui à falência”, o motorista disse a ele.

Não demorou muito para o nível da conversa baixar, e antes de desembarcar Kalanick sugere que Fawzi não quer assumir a responsabilidade pelo próprio fracasso. “É mais fácil culpar qualquer pessoa à sua volta. Boa sorte!”, o bilionário aparece falando no vídeo antes de descer do carro, bater a porta e soltar um palavrão.

Mais tarde, na noite de terça, Kalanick divulgou uma nota pedindo desculpas pelo ocorrido. “Dizer que estou envergonhado é insuficiente. Meu trabalho como líder é liderar, e isso se faz mantendo um comportamento que nos dê orgulho. Não foi o que fiz [no vídeo]. Pela primeira vez, admito que preciso de aconselhamento sobre liderança e vou atrás disso”, o bilionário escreveu na nota. (Por Anderson Antunes)

*

Em tempo: quem quiser assistir o bate boca por completo, é só clicar abaixo.