30.03.2018  /  9:00

Dono da Zara quis saber se o Brexit o deixou mais rico ou pobre. O resultado?

Amancio Ortega || Créditos: Getty Images

Amancio Ortega encomendou um levantamento aos funcionários da filial britânica de sua imobiliária, a Pontegadea, para saber se o Brexit causou algum impacto negativo na valorização de seus imóveis no Reino Unido. Para a alegria do dono da Zara, o que aconteceu foi justamente o contrário disso: proprietário de vários prédios em hotspots de Londres, como a Oxford Street, ele adorou saber que o preço total dessas propriedades saltou de £ 1,88 bilhão (R$ 8,85 bilhões) antes da votação na qual os súditos da rainha Elizabeth II optaram por deixar a União Europeia, em junho de 2016, para £ 2,1 bilhões (R$ 9,89 bilhões) no fim do ano passado.

Ex-homem mais rico do mundo e com estimados US$ 69,4 bilhões (R$ 231,7 bilhões) na conta, Ortega vive sem luxos e prefere investir os cerca de US$ 900 milhões (R$ 3 bilhões) que embolsa por ano em dividendos da Inditex, a holding que controla a Zara, na compra de imóveis comerciais mundo afora, incluindo um quarteirão inteiro na Lincoln Road de Miami pelo qual pagou US$ 370 milhões (R$ 1,23 bilhão) em 2015 e um arranha-céu de Barcelona projetado por Norman Foster que lhe custou € 490 milhões (R$ 2,02 bilhões) no ano seguinte. (Por Anderson Antunes)