10.01.2019  /  13:08

Do Snap à TV: Thaynara OG emplaca dois programas no GNT depois de sucesso arrebatador na internet

Thaynara OG, a nova aposta do GNT || Créditos: Reprodução

Uma das brasileiras que mais se destacou no Snapchat com certeza foi Thaynara OG, que arrebatou milhares de fãs que acompanhavam a sua rotina como estudante de Direito e se divertiam com eu jeito engraçado e gírias maranhenses quase que desconhecidas para o resto do Brasil. A partir daí, foi “kiu” atrás de “kiu”, expressão que ela usa para praticamente tudo e que se tornou uma de suas referências.

Mas a internet ficou pequena para Thaynara, que nesta semana estreia dois programas de uma só vez na televisão. Nesta quinta-feira, às 21h, vai ao ar “Chef ao Pé do Ouvido”, competição entre dois cozinheiros inexperientes que são conduzidos por dois tops chefs – Renata Vanzetto e Raphael Cesana -, por meio de pontos eletrônicos, para que preparem pratos elaborados. Palmirinha também dará as suas dicas aos participantes.

Já na sexta (11), a partir das 21h30, “Minha Vida é KIU #PartiuViagem”, que já era sucesso no youtube, ganha edição especial na programação de Verão do GNT e vai mostrar Thaynara passeando por destinos inusitados nos estados do Maranhão, Pará, Amazonas e Goiás ao lado de convidados famosos como Daniela Mercury, Lucy Alves, Laura Neiva, Mariana Weickert e mais.

Glamurama bateu um papo com a nova estrela do canal que fala sobre as atrações, os desafios pra lá de engraçados que superou, se já pensa em casamento com Gustavo Mioto e ainda declara: “Eu gosto da cozinha, mas ela não gosta de mim.” (por Fernanda Grilo)

Glamurama: Em quem se inspira para apresentar seus programas?
Thaynara OG: A Glória Maria foi uma inspiração para o “Minha Vida é KIU #PartiuViagem”, já que tive que encarar com bom humor diversos desafios. Mas, de modo geral, procurei usar a mais espontânea da internet e que as pessoas já conhecem. Não deixei isso de lado, mesmo no “Chef ao Pé do Ouvido”.

Glamurama: Como foi a transição da internet para a TV?
Thaynara OG: Mais tranquila do que imaginei. O principal medo das pessoas era achar que a TV ia me engessar e esse também foi o meu medo inicial, mas sempre me deixaram muito a vontade, em todos os programas, e vi que eles queriam mesmo era a minha autenticidade. Tanto que prefiro não usar o teleprompter (equipamento acoplado às câmaras que mostra o texto a ser lido pelo apresentador). Estudo profundamente o roteiro do programa e o que vamos fazer e sigo a minha intuição para ser o mais natural possível.

Glamurama: Sua participação no programa “Que Marravilha – Aula de cozinha” foi a porta de entrada para gostar de cozinhar?
Thaynara OG: Não, eu desisti, na verdade (risos). Continuo não sabendo cozinhar e não gosto porque dá muito trabalho. Você gasta duas horas para fazer e come em 25 minutos. Aí tem que lavar a louça, arrumar a cozinha… Eu gosto da cozinha, mas ela não gosta de mim. Meu objetivo no programa não era ser a primeira eliminada e como fui a segunda, fiquei bem feliz. Acho bem melhor só apresentar mesmo. Cozinhar é um dom, não é algo que você impõe às pessoas.

Renata Vanzetto, Thaynara OG e Raphael Cesana do “Chef ao Pé do Ouvido” || Créditos: Reprodução

Glamurama: Qual o desafio com o programa “Chef ao Pé do Ouvido”?
Thaynara OG: O desafio era entender os pratos. Tinha culinária japonesa, chinesa, brasileira, tudo bem variado. Eu tinha que aprender cada um deles, por isso recebi muito apoio. Estudei muito o roteiro, pesquisei os ingredientes e a cultura desses lugares, além da pronuncia dos pratos para me familiarizar. Não sei preparar, mas aprendi na teoria tudo sobre o que foi feito lá.

Glamurama: E como foi nos bastidores?
Thaynara OG: Muito divertido. Como os participantes não tinham afinidade com a cozinha e o desafio era fazer um prato difícil em uma hora, rolaram várias situações engraçadas. Em uma delas, o chef pediu para o competidor colocar um fio de azeite e a pessoa ficou procurando um fio de verdade. Já em outra, trocaram manjericão por hortelã e teve uma que ficou procurando o óleo na geladeira. Mas no fim é emocionante por que eles se superam e ficam felizes em ter cumprido a missão.

Glamurama: Como foi a parceria com a Renata Vanzetto e o Raphael Cesana?
Thaynara OG: Conheci os dois no programa e eles foram muito parceiros e carinhosos. Durante as gravações, por exemplo, a Renata estava com o bebê recém-nascido e mesmo assim entregue ao trabalho e se dividindo para cuidar de tudo. Eles são inspirações de crescimento profissional por suas trajetórias, mas não para cozinhar… (risos)

Minha Vida é KIU #PartiuViagem” || Créditos: Reprodução

Glamurama: E o programa de viagem, “Minha Vida é KIU #PartiuViagem”, como foi essa experiência?
Thaynara OG: A pegada desse programa foi visitar lugares no Brasil que mais exóticos, sem ser convencional, como Anavilhanas, no Amazonas, Parque Estadual de Terra Ronca e suas cavernas, em Goiás, Chapada das Mesas, no Maranhão e sempre com convidados especiais. Foi uma superprodução, pois foi preciso um trabalho grande de logística, estrutura, mas os famosos foram ótimos e se jogaram nos desafios comigo. Eu e a Laura Neiva, por exemplo, andamos 18 km para abraçar uma árvore e em outro episódio ainda vão ver que eu tive que comer Turu (lesma), que fica nas árvores. Mas nadar com os botos foi o mais difícil, pois o Rio Negro é escuro e quando eles se aproximavam parecia cobras. Mesmo assim, amei! Ainda não temos nada oficializado, mas torço pra que tenha. Essa é a minha torcida.

Glamurama: Sente saudades do Snapchat?
Thaynara OG: Tenho! Era muito legal. Sinto que lá as pessoas estavam mais dispostas a mostrar sua realidade, brincar e se levar menos a sério. No Instagram (stories), todo mundo quer mostrar a vida perfeita, viagem, é muita pose e clima de glamour.

Glamurama: Qual a melhor definição de “Kiu”?
Thaynara OG: É como se fosse uma vaia, mas positiva. Cresci em uma família que tudo gritavam “kiu” sempre que alguém dava um vexame ou queria fazer uma brincadeira. Usei na internet e pronto, virou bordão.

Glamurama: Como tem conciliado carreira e amor? Pretende casar? (ela namora o cantor Gustavo Mioto)
Thaynara OG: Nos conhecemos em julho do ano passado e a gravação do programa de viagem foi o tempo que mais ficamos longe, cerca de 20 dias, por que nem sempre eu tinha internet ou telefone e não conseguimos nos encontrar, mas a gente consegue conciliar bem, somos flexível e vamos um onde o outro está. É um amor itinerante! Já conhecemos a família um do outro e tudo, mas ainda é cedo para falar em casamento.

Glamurama: Como advogada, como vê a situação atual do país?
Thaynara OG: Me formei em Direito em 2015 e logo fiz sucesso no Snapchat, então tenho essa visão de tudo o que rola na internet. Vi que está tudo muito polarizado e que a opinião contrária tem gerado ódio. As pessoas não sabem mais argumentar seu ponto de vista sem brigar. O Brasil tem que se unir para ir para a frente.