20.10.2015  /  13:54

Diretório paulista do PSDB atropela o municipal e define prévias

O governador Geraldo Alckmin atua para controlar as prévias do PSDB em SP || Créditos: Paulo Freitas
O governador Geraldo Alckmin atua para controlar as prévias do PSDB em SP || Créditos: Paulo Freitas

​Ponto para Geraldo Alckmin. Como o governador desejava, o diretório paulista do PSDB aprovou na noite dessa segunda-feira resolução que joga as eleições prévias que devem decidir o candidato do partido a prefeito de São Paulo para o ano que vem​. O presidente paulistano do partido, Mario Covas Neto, e o vereador Andrea Matarazzo defendiam que o processo ocorresse este ano para que o escolhido se tornasse conhecido mais cedo para enfrentar os famosos Celso Russomanno (PRB), Fernando Haddad (PT) e a provável candidata Marta Suplicy (PMDB). No entanto, o poder das seções municipais do PSDB foi esvaziado recentemente pelo presidente nacional da sigla, Aécio Neves, em consonância com Alckmin.

A reunião também definiu que as prévias do PSDB têm que ocorrer até no máximo dia 30 de abril e a inscrição dos postulantes até o dia 2 do mesmo mês. E mais: haverá segundo turno se um candidato não obter mais de 50% dos votos válidos, ou seja, se existirem mais de dois candidatos inscritos a novela se prolongará.

Estão no páreo além de Andrea Matarazzo, o empresário João Doria Jr., o deputado federal Ricardo Tripoli e outros correndo por fora como o secretário de Desenvolvimento Social do governo de São Paulo, Floriano Pesaro.

(Por Paula Bonelli)